O Boechat que defendia a violência black bloc quer proibir a direita de exercer a livre expressão pacífica

6
267

Como já vimos, Boechat avançou no autoritarismo a um nível assustador ao querer proibir as pessoas de direita de realizarem um boicote, de manifestarem repúdio a uma obra artística e de questionarem o uso de verba estatal, mesmo que todas essas manifestações tenham sido  pacíficas.

Reveja:

Esse mesmo senhor defendeu a expressão de um grupo de extrema esquerda: os black blocs. O problema é que a expressão desta vez é baseada na violência. Como esquecer quando os black blocs mataram o cinegrafista Santiago?

Observe o que ele dizia sobre os black blocs:

Isto é, seus amiguinhos da extrema esquerda podem promover ações violentas, incluindo terrorismo. Mas adversários da direita não podem nem fazer um boicote ou criticar o uso de verba pública na cultura, mesmo agindo civilizadamente e sem violência.

Este é o senso moral do monstro que quer rotular a direita de “nazista” por exercer o mais importante direito de um cidadão: o de se expressar livremente, sem violência.

Anúncios

6 COMMENTS

  1. Paspalho! O cara esta na ancora da JB mas faz cada comentário besta que só vendo, e ele adora virtue signalling…

    Assisto jb pq é um dos menos piores, nas tem.o biechat lá para deixar no nivel dos outros jornalixos…

  2. Agora é aguardar pra ver se ele entra em uma espiral de mentiras, como seu coleguinha da record. O cara nemnse deu o trabalho pra ver as.imagens de crianças sexualizadas, nem lembra que ate horário de TV tem faixa etária…

Deixe uma resposta