Ao chamar de “agressora” mulher que se defendeu de estuprador, mídia mostra de que lado está

1
435

Uma matéria do G1 mostra a que nível de torpeza chegou a grande mídia.

O título está deste jeito: “Mulher agride homem que invadiu casa e tentou estuprar ela e a filha de 3 anos”.

O caso ocorreu na madrugada desta quarta-feira, 20, em Rondonópolis, Mato Grosso.

O estuprador Damião de Jesus Marques, 28 anos, invadiu a casa de uma mulher, de 19 anos.

Ela conseguiu se defender e desceu o relho no bandido. Com isso, se livrou de um estupro. O bandido queria estuprar também sua filha, de apenas 3 anos.

Leia mais:

A tentativa de estupro ocorreu por volta de 3h30 [horário de Mato Grosso] na casa da vítima, no Bairro Jardim Liberdade. A vítima disse aos policiais que estava dormindo na sala da residência, junto com a filha, quando percebeu que agressor havia invadido a casa e se aproximado delas armado com uma faca.

Damião teria dito à vítima que a mataria se ela reagisse e ainda perguntou: ‘você não tem medo de morar sozinha?’. Ainda conforme a jovem, o suspeito tocou nas partes íntimas dela e ameaçou estuprar a filha. Ele também avisou que mataria as duas depois de violentá-las.

Depois das ameaças, o suspeito tentou arrastar a jovem à força para um quarto. A moradora se aproveitou do momento em que Damião ficou de costas, pegou um pedaço de madeira e conseguiu golpeá-lo na cabeça.

O suspeito tentou pegar a faca e foi agredido novamente pela jovem. A moradora conseguiu tomar a faca de Damião e imobilizá-lo até a chegada dos policiais militares. Conforme a PM, o portão da casa da vítima estava trancado. Os policiais acreditam que o criminoso entrou no local pela porta dos fundos, que estava aberta.

Damião foi encontrado caído na cozinha, recebeu atendimento dos médicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e foi encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Em seguida, ele foi levado para a delegacia da Polícia Civil.

Veja a chamada:

Em vez de dizer simplesmente que a mulher se defendeu do bandido, para que usar um frame mostrando-a como a “agressora” no caso?

Na verdade, o agressor é apenas o bandido. A mulher apenas se defendeu.

Vergonhoso, vergonhoso…

Anúncios

1 COMMENT

Deixe uma resposta