Carolina Cimenti perde a linha e lança mão de falsa acusação de crime contra todos brasileiros que apoiam Trump

6
438

A extrema esquerda sempre é assim: vai lançando mão de diversos crimes até que as vítimas decidam reagir.

Pode ser que a jornalista Carolina Cimenti, da Globo (que já chegou a apoiar o genocida Fidel Castro), esteja próxima de se dar muito mal.

Em seu Twitter, ela praticou um crime: o da falsa comunicação de crime. Os seus alvos são todas as pessoas que apoiam Donald Trump no Brasil.

Veja:

Ou seja, ela acusou todos os brasileiros que apoiam Trump de racistas. A Lei 12735, de 2012, define como inafiançável o crime de racismo.

Ela também não pode dizer que usou um condicional. Isso poderia ser usado como desculpa se ela tivesse dito “racistas ou tolos”, mas ela escreveu “racistas e tolos”. Ou seja, imputou o crime de racismo a todos os brasileiros que apoiam Trump.

Basta exigir que ela comprove a acusação judicialmente e registrar boletins de ocorrência contra ela. Qualquer um que apoie Trump e more no Brasil tem como processá-la.

Está na hora de interromper a prática de falsas comunicações de crime feitas pela extrema esquerda.

Se essa aberração acha que pode dizer que milhares e milhares de pessoas decentes praticaram crimes de racismo – e portanto poderiam ser presas de forma inafiançável – é preciso expor ao público que isso é inadmissível.

Ela não tem prova alguma de que os partidários de Trump no Brasil cometeram crimes de racismo. Logo, ela cometeu crime e precisa ser punida.

Anúncios

6 COMMENTS

  1. Há muito dinheiro envolvido nisso. Tem muita gente da mídia mamando nas tetas de fontes de recursos quase inesgotáveis (George Soros) para fomentar o ódio. Mas eu adoro isso. Adoro ver esses comunistas caviar se debaterem como bagres em águas rasas. Ela, Caio Blinder e tantos outros que apostaram tudo na Hillary e perderam feio. Agora inconformados com a derrota jogam sujo, porque é da índole deles. E eu dou risada e me divirto, porque de nada adianta estes comunistas caviar gritar e xingar contra quem lhes desagrade, pois não há mais só o lado escuro da força midiática, a luz dos “jedays” na internet das redes sociais se fez livre novamente. Chupa essa.

Deixe uma resposta