Temer pode extraditar Cesare Battisti e marcar um golaço, deixando extrema esquerda enlouquecida

2
385

A extrema esquerda sempre usou como tática a afronta aos demais cidadãos, como forma de humilhá-los. Uma ação nesse sentido foi a decisão de Lula (em seu último dia de governo em 2010) de manter o terrorista de extrema esquerda Cesare Battisti no Brasil, mesmo que ele estivesse condenado à prisão perpétua na Itália por quatro assassinatos.

O governo da Itália agora apresentou pedido para que o presidente Michel Temer reveja a decisão de Lula que garantira ao terrorista residência em território brasileiro.

O pedido já está no Planalto e foi submetido a uma primeira análise técnica. O próximo passo é guardar o parecer da consultoria jurídica. Até o momento Temer não encontrou problemas jurídicos que impeçam uma nova decisão sobre o caso.

Dois ministros –  Torquato Jardim e Aloysio Nunes Ferreira – já teriam dado o aval.

Do ponto de vista jurídico, o governo já encontrou uma fundamentação em súmula do Supremo Tribunal Federal de 1969, tradicionalmente citada por especialistas em direito administrativo. Essa súmula, que resume o entendimento da Corte sobre tema específico, diz que “a administração pode anular seus próprios atos” quando houver vícios ou revogá-los “por motivo de conveniência ou oportunidade”. Ou seja, um ato de Lula pode ser revisto por Temer.

A extrema esquerda ligada ao PT ainda planeja pressionar Temer para voltar atrás. Mas se ele recuar será uma burrice, uma vez que a extrema esquerda caiu de cabeça na estratégia da terra arrasada contra Temer. Logo, qualquer concessão é insanidade.

É como querer negociar com um mafioso que já tenha matado toda a sua família. Não é uma decisão lógica.

Se Temer de fato extraditar o terrorista, por outro lado, conseguirá tomar a primeira decisão em muito tempo capaz de melhorar sua imagem.

Vamos ver.

Anúncios

2 COMMENTS

  1. Prisão perpétua por quatro assassinatos na Itália, e ai eu fico pensando, que aqui neste País, sui generis, os meliantes matam todos os dias, e estão livres e soltos, com a impunidade imperante, e o beneplácito dos juízes, que mandam bandidos com penas de mais de 50 anos para o semi-aberto! Dizia-se, aqui neste País tupiniquim, que a Pena de Morte ensejaria, talvez, a execução de um inocente, só que estes incautos, parece que não sabem, que os bandidos daqui, tem uma folha corrida de quilômetros!

Deixe uma resposta