TRF-4 aumenta pena de Dirceu e coloca o STF em nova encruzilhada

2
267

Aconteceu o que se previa: novamente o TRF-4 (Tribunal Federal da 4ª Região) ampliou a pena do ex-ministro petista José Dirceu.

Por uma decisão muito suspeita da 2ª Turma do STF, Dirceu havia deixado a prisão preventiva, que foi substituída por medidas cautelares, como o uso de tornozeleira eletrônica. Com isso, Dirceu pode fazer sua atuação política e dar orientações estratégicas ao PT.

O fato é que agora com a condenação em segunda instância confirmada, Dirceu pode ser preso novamente.

Detalhe: a decretação da detenção não é obrigatória. Na verdade, a execução da pena pode ser iniciada após o julgamento de recursos ainda na segunda instância.

O TRF-4 não apenas manteve a condenação de Dirceu pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa, como também aumentou sua pena de prisão para 30 anos e 9 meses.

Na primeira instância, Moro havia condenado-o a 20 anos e 10 meses de prisão.

Neste processo, Dirceu é acusado de ter recebido cerca de R$ 15 milhões em propina da empreiteira Engevix.

Agora vem a pressão total sobre o STF, que pode tentar armar algo para liberar Dirceu, caso Moro decrete a detenção.

Se o STF fizer isso, chafurda ainda mais no esgoto. Ou seja, quebra mais um recorde de afundamento moral.

Anúncios

2 COMMENTS

  1. Se a pena de Dirceu foi aumentada por mais dez anos, então quanto será aumentada a de Lula que foi condenado pelo juiz Sérgio Moro em nove anos e meio. Então fazendo as contas por baixo, uns 20 anos de aumento.

Deixe uma resposta