Fux fez troça de Aécio em voto por afastamento de senador e o chamou para a briga. Vai rolar?

0
233

Que Aécio Neves tem muito a se explicar à Justiça é um fato. Mas também é um fato que o STF (majoritariamente nomeado por petistas) o trata com muito mais energia do que trata senadores petistas como Gleisi Hoffmann e Lindbergh Farias, que seguem soltos e sem qualquer tipo de afastamento ou restrição de liberdade.

Não iria demorar para o STF decidir afastar Aécio e ainda pedir seu recolhimento domiciliar noturno. Ademais, o STF determinou que ele entregue seu passaporte.

A decisão foi tomada por 3 dos 5 ministros da primeira turma do tribunal: Luís Roberto Barroso, Rosa Weber e Luiz Fux. Já Marco Aurélio e Alexandre de Moraes votaram a favor de Aécio, para que ele mantivesse os benefícios do cargo.

O mais bizarro foi o voto de Fux, que adotou o ritmo de troça contra Aécio.

Fux disse: “O homem público, quando exerce função em nome do povo, precisa praticar atos de grandeza”

“Muito se elogia [Aécio] por ter saído da presidência do partido. Ele seria mais elogiado se tivesse se despedido ali do mandato. Se ele não teve esse gesto de grandeza, nós vamos auxiliá-lo a pedir uma licença para sair do Senado Federal, para que ele possa comprovar à sociedade a sua ausência de culpa nesse episódio que marcou demais a sua carreira política”, completou Fux.

Fica claro que o STF não respeita Aécio, que segue sem dar respostas políticas efetivas. Por isso, ele atrai uma agressividade que não acontece com Gleisi Hoffmann e Lindbergh Farias, que reagem aos ataques.

Resta saber se Aécio vai permanecer quieto depois da troça de Fux.

Em tempo: a decisão do STF de restringir liberdade de Aécio é sinal de falência institucional. Mas se o Senado reverter a decisão, isso não muda em nada o cenário. Ou seja, qualquer resultado deste evento é ruptura. O fato é que as instituições não tem mais valor algum no país.

Falar em “respeito às instituições” hoje é apenas uma fachada. Um virtue signalling.

O que pode existir é medo de consequências e não respeito às instituições.

O fato é que Aécio não mete medo em ninguém.

Anúncios

Deixe uma resposta