Depois de defender bizarrice no MAM, o excomungado Leonardo Boff diz que críticos possuem “mentes perturbadas”

4
414

E tinha que aparecer o excomungado Leonardo Boff para espernear contra os cidadãos que protestaram contra a mãe que forçou sua filha de 4 anos a tocar um homem nu no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM)

O excomungado diz temer o “moralismo do MBL” que, segundo ele, poderia “quebrar as vitrines das lojas que mostram manequins com roupas íntimas de mulheres”.

Ele diz: “São mentes perturbadas”.

Essa é a forma pela qual ele trata a maior parte das famílias brasileiras.

É mole?
Vale questionar: quem tem mente perturbada? São aqueles que gostam de ver crianças sendo induzidas a tocarem em homens nus ou aqueles que entendem que elas devem ser preservadas?
Anúncios

4 COMMENTS

  1. Qual a dificuldade dele em entender que o problema não é o mal gosto da performance e sim expor crianças. O Queer museu tbem o problema é denigri imagens religiosas e exposição de pedofilia pra crianças , se eles deixarem as crianças em paz , pode fazer suas pultaria como sempre fizeram sem ninguém interferir . Estamos vivendo na Era do emburrecimento da “Arte”.

  2. Chame os do que voce é! acuse-os dos crimes que voce pratica, este é vo comportamento maligno de esquerdopatas comunistas iguais a este LELECO BOFFTA!

Deixe uma resposta