Villa derrapa feio ao dizer que aqueles que protestam contra exposição no MAM são “nazistas” e “fascistas”

14
377

O historiador Marco Antônio Villa usou seu programa na Jovem Pan para atacar o povo que criticou o ato de pedofilia na exposição Panorama da Arte Brasileira, no Museu de Arte Moderna de São Paulo.

Villa dá um surto histérico e diz que “oportunistas, gente extremista, fascistas, nazistas, fundamentalistas religiosos, picaretas de todos os tipos aproveitaram o fato para mostra seu ódio à liberdade e democracia”.

Ele se contradiz ao dizer que o ato da mãe é lamentável, equivocado e que “ela quer dar uma de moderninha”, mas não justificaria “todo o barulho feito na internet”.

Ué, se o ato da mãe foi lamentável, pois que não justificaria os protestos?

Que diabos tem a ver criticar a indução da criança a tocar um homem nu com nazismo e fascismo?

Villa parece estar com vontade de tomar uns processinhos.

Anúncios

14 COMMENTS

  1. É impressionante como a lei de Godwin é infalível para qualquer discussão.
    Ao invés de tratar a questão por análises embasadas, ditos “comentaristas” já disparam o cartucho do ‘nazismo’, ‘fascismo’ para vencer uma disputa sem precisar expor sua própria vigarice intelectual.
    O que nenhum órgão de “imprensa” fez até o momento é juntar A com B. É correlacionar a exposição La Bete com o Queermuseu. Ambos se utilizaram da estrutura de um banco, ambos se utilizaram de temas impróprios para menores, ambos “permitiram” a entrada de menores nestes eventos, ambos “permitiram” a interação de menores com essa temática, e finalmente, ambos tiveram registros por videos, fotos, mídia.
    O primeiro detalhe é que ambas as exposições são criticadas em termos de qualidade inclusive por membros que as defende. É consenso: independente de ser arte ou não, as duas exposições são lixo artístico, que só alcançaram alguma relevância pela utilização de menores para causar indignação da ala conservadora da população.
    E essa indignação está sendo sumariamente atacada por toda a imprensa globalista, inclusive supostos formadores de opinião “de direita”, incluindo aí o Villa e o Reinaldo Azevedo.
    Acho que o que está em jogo é mais do que simplesmente liberdade de expressão ou supostos “erros” de conduta das partes. Para mim, é tudo planejado. E esse planejamento se alinha perfeitamente com a agenda globalista, de destruir os valores pelos 7 passos. Estamos iniciando o segundo passo, de haver a discussão de temas obviamente absurdos. Logo logo, será dado como aceito esse tipo de exposição.
    Quanto tempo até considerarmos normal crianças tocando genitálias adultas, que são supostamente “arte”?
    É isso que está em jogo.

  2. Eu gostaria de saber o que diria O Villa se eu fosse a escola da filha ou netade 4 anos dele, ficasse nu e começasse a dançar, exibindo meu Pinto pra ela, e dizendo que é ARTE.. . O que será que ele faria???????

  3. xiiiiiii, fumou o que Villa?

    pornografia é para adultos! querer falar que o DAVI de Michelangelo se compara a essa LA BETE, é no minimo uma PIADAAAA

    NOS ANOS 90, nas locadoras de filmes, tinha a seção +18, ora, e porque era fechada para crianças? por causa dos fascistas VILLA????????

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    piadista!

  4. Concordo com o Villa, quem foi irresponsável nessa história foi a mãe da criança em levá -la p assistir essa apresentação. Estava a informação do teor desse trabalho

  5. Para mim, esse jornalista é uma pessoa de conhecimentos profundos, porém apresenta comportamento emocionalmente instável, radical, além de contraditório e incoerente em diversas ocasiões, mas existem aqueles que apreciam ouvir seus comentários.

  6. A nossa realidade atual se resume nas morte da ilusão! e a realidade futura nos diz que temos que fazer um ARTICIDIO GERAL ou não teremos um bom final.

Deixe uma resposta