Doria comete erro histórico ao dizer que prisão de Lula seria… “erro histórico”

3
256

De acordo com o Estadão, João Doria disse que a prisão de Lula seria um “erro histórico” caso ocorresse durante a corrida eleitoral.

Ele afirmou:

Mesmo que Lula não seja candidato, ele vai ter um preposto e serão dois a fazer campanha. Se prenderem o Lula, pior ainda, porque ele vai se vitimizar e aí incendeia o país.

Segue:

Seria a pior hipótese a Justiça, embora totalmente soberana para decidir, aprisioná-lo em meio ao processo eleitoral. Seria um erro histórico.

Mesmo que ele tenha defendido que “a Justiça faça justiça”, seria preciso de algo adicional, segundo Doria:

Mas tenha sensibilidade também de não emitir uma sentença durante o processo eleitoral. Creio que para o País seria arriscado ter uma liderança como a do ex-presidente preso. Poderia criar uma conturbação muito grande.

Doria assim conclui:

A meu ver, fazer campanha e seguir até outubro é algo que seria democraticamente aceitável. Se vier a ter alguma sentença, que seja após as eleições.

Isso não está pegando bem.

Justiça é justiça. Não se faz por conveniência.

Tudo bem que as instituições brasileiras são uma vergonha, mas não pega bem para um candidato falar sobre conveniências jurídicas.

A maioria do povo quer Lula preso. Entre os eleitores anti-PT, quase todos querem vê-lo na cadeia. Aí aparece Doria dizendo que quer Lula solto para vencê-lo nas eleições.

É de loucos…

Em relação a Lula é preciso que se faça Justiça, ou seja, prendê-lo. Se isso insuflar a petralhada, o problema deve ser resolvido pelas campanhas adversárias. Isso não tem a ver com a Justiça.

Todas as declarações de Doria sobre a possível prisão de Lula estão sendo desastrosas.

Está na hora de melhorar esse discurso aí.

Anúncios

3 COMMENTS

  1. De certa forma o Doria tem razão, Lula se fara de vitima, de perseguido politico e isso incendiará a militancia. Agora, cabe a Justiça fazer o deve ser feito,independentemente dos que acontecera depois.

Deixe uma resposta