Joaquin Teixeira dá dicas de como tratar o ataque nazista feito por Juninho Pernambucano. Mas é pouco…

3
416

Já não é de hora que a grande mídia está orientando seus jornalistas e colunistas a partirem para ataques de estigmatização contra eleitores de direita com foco em causar violência contra eles.

Para que isso aconteça, esses jornalistas e colunistas são orientados a utilizar táticas de desumanização e estigmatização – exatamente nos moldes em que os nazistas fizeram contra os judeus – e tratar largas parcelas de pessoas como se fossem menos que humanos.

E foi assim que o comentarista esportivo Juninho Pernambucano adotou o tom nazista para atacar os eleitores de Jair Bolsonaro:

Até agora, pelo que sabemos, Juninho Pernambucano não foi preso. A TV Globo, que contrata o comentarista, não sofreu nenhum tipo de atenção. Parece que a equipe de Jair Bolsonaro não registrou nenhum boletim de ocorrência.

A pergunta: vão deixar esse nível de ataque barato?

Ao menos, Joaquin Teixeira propõe, no Twitter:

Mas ainda é pouco.

O nível de discurso de Juninho – que diz que brasileiros que votam em Bolsonaro não possuem caráter – atinge o grau máximo em termos de discurso de ódio.

A fala de Juninho Pernambucano visa causar violência contra eleitores de Bolsonaro.

Boicote já não é suficiente. É preciso ativar a Justiça.

Em resumo, a frouxidão de Jair Bolsonaro diante do ataque nazista de Juninho Pernambucano contra seus eleitores é imperdoável. Era para ter registrado BO e pedido prisão preventiva do jogador e agir em vários níveis da esfera criminal.
 
Na hora em que os eleitores de Bolsonaro começarem a apanhar- e até serem assassinados – por causa dessa frouxidão, não digam que não avisei.

Pode-se questionar se uma retaliação jurídica ao ataque nazista promovido por Juninho Pernambucano não daria Ibope ao jogador.

Entendo que há um risco, mas se a ação for bem feita o maior dano fica para o agressor.

Ademais, é preciso proteger vidas.

Nos Estados Unidos, demoraram para reagir a discursos de desumanização promovidos pela esquerda e agora a violência contra eleitores de Trump saiu de todo e qualquer controle.

O discurso promovido pela mainstream media contra eleitores de direita é planejado para gerar altos graus de violência.

Isso tem que ser combatido.

Anúncios

3 COMMENTS

  1. Me desculpe Luciano, mas discordo deste texto.

    Não é de hoje que as esquerdas tem esse “corporativismo” nojento, de se unir contra algo ou alguém, e partir para a discriminação, ofensa, etc.

    Para esses casos, a melhor resposta, na minha opinião, é 1) expor a verdade, 2) ridicularizar o outro lado. Por isso discordo do pedido de prisão de Juninho Pernambucano. Por mais idiota que ele seja, ser idiota não é razão de prisão.

    E este texto é um tiro na culatra, certamente. Pedir prisão por bobagens ditas corrobora com a tese vagabunda esquerdista de tachar todo cidadão de direita de extrema direita, nazista, facista, etc.

    Acho que o que a direita deveria fazer é exatamente o que o Juninho pede. Deixem de segui-lo. Ele não os respeita, na verdade os despreza. Assim, nada vindo dele pode ser bom. Melhor ir criar número para gente que realmente merece respeito. E principalmente, que te respeita.

  2. Não estou nem ai para a opinião desse idiota, nem sabia da existência dele. Eles tem medo de nós que apoiamos Bolsonaro, porque sabem que a força está com o povo nas urnas, e se Deus quiser Bolsonaro será presidente em 2018. Nada que essa corja faça ou fale me amedronta ou muda minha opinião. Nunca gostei de partido de esquerda e sempre admirei o governo militar, que foi ruim para quem queria fazer do Brasil um país comunista que é o que Lulalau e Dilma tentaram e querm fazer. Cabe a nós cidadãos que estamos cansados dessa corrupção e violência que impera no país tentarmos ganhar o maior numero de eleitores para Bolsonaro.

Deixe uma resposta