Revogar o voto impresso é traição ao povo; veja porque a direita não pode tolerar isso

1
271

Carlos Bolsonaro escreveu o seguinte em seu Facebook, ao replicar mensagem de seu pai:

Agora observe o que Bolsonaro disse nesta tarde de quarta (4) ao plenário:

É preciso compreender o que está em jogo.

Basicamente, o que a extrema esquerda espera é se aproveitar da crescente despolitização da direita.

Um dos motivos para isso é crença nas “urnas fraudadas”.

Ainda que seja uma crença possivelmente falsa, ela se torna mais verossímil enquanto existem apenas urnas eletrônicas e não o voto impresso.

Com a manutenção das urnas eletrônicas (sem voto impresso), a extrema esquerda espera ter um percentual considerável de pessoas da direita “desistindo” das eleições por acreditar que as urnas são fraudadas.

Com a retirada das urnas eletrônicas, a narrativa morre e um discurso importante para despolitizar a direita vai pro ralo.

Na prática: a extrema esquerda perde potencial de causar desistência política em setores da direita com a adoção do voto impresso.

É isso que está em jogo.

De novo: mesmo não existindo evidência de fraude nas eleições, muitas pessoas acreditam que as urnas eletrônicas são pura fraude. Essa crença é perigosa para a direita, pois gera desestímulo à ação política. E precisamos derrotar essa crença.

O objetivo do voto impresso é menos reduzir riscos de fraudes e mais aumentar a confiança de pessoas no processo eleitoral. Quem ganha com essa falta de confiança é a extrema esquerda. Foi dentro de setores da direita, em 2014, que muitos apareceram com o discurso de que “Não adianta lutar pelas eleições, pois as urnas já estão fraudadas”. Após o resultado negativo, surge sempre a desculpa: “Está vendo? Não ganhamos pois as urnas estão fraudadas”.

É preciso acabar com essa muleta. Só com o voto impresso.
Anúncios

1 COMMENT

  1. Mas as urnas eletrônicas SÃO uma fraude, uai. Tá cheio de exemplos e provas em fóruns e sites com conteúdo voltado para hackers. Um monte de fotos, textos, trechos de códigos fonte e artigos técnicos provando o quanto é fácil criar uma identidade falsa e manipular os dados de voto eletrônico nas motherboards da Diebold. A urna eletrônica, com ou sem voto impresso, é o paraíso dos governos totalitários.

Deixe uma resposta