Elite artística que defende crianças tocando em homem nu é humilhada por Dona Regina na Globo

9
1068

Todos aqueles que vivem do embuste e da dissimulação se sentem muito incomodados quando o senso comum desmascara suas mentiras.

E foi assim que no programa “Encontro” – sem a presença de Fátima Bernardes, que está de férias – artistas arrogantes tomaram uma lapada. Uma dupla global tentava fingir acreditar que não havia nada de errado em forçar uma criança a tocar o corpo nu de um homem, como ocorreu na peça do MAM.

Observe que esses artistas não acreditam em suas próprias opiniões. É tudo fingimento. Por isso seria fácil desmascará-los.

No programa uma senhora, Dona Regina, falou o papo reto: “Eu não sou contra a arte, mas sou contra a exposição da criança ali daquela forma. Eu sou contra a mãe que levou a criança, porque um adulto, tudo bem, mas será que essa criança foi preparada?”.

Andreia Horta fingiu indignação diante dessa opinião. Lançou um truque psicológico: “Prefiro não comentar”.

Na sequência, Bruno Ferrari fez a simulação de falso entendimento: “A criança foi exposta ao quê?”, quis saber o ator fingindo semblante sério. “Ao nu mesmo e tocando ali [no pé do artista]. Pra quem assistiu não foi legal, pra quem estava em casa, como eu. Entendeu?”, respondeu a aposentada, sem se intimidar com o truque.

Andreia entrou para jogar e fez sua narrativa: “Direito à opinião é liberdade. Todo mundo tem que ter direito a tudo. O que não posso é obrigar você a pensar como eu e nem o contrário. Não estamos conseguindo ter discussões abertas sobre as coisas. As opiniões estão reduzidas às redes sociais. Virou uma arena sangrenta, onde as pessoas ofendem. Eu coloquei minha opinião lá e fui ofendida de todas as maneiras possíveis. O que as pessoas viram, no vídeo, não estava à altura do que estava acontecendo na exposição. A exposição é absolutamente delicada. A performance dele é extremamente delicada, não tinha nada de violento ou pornográfico. Há uma distorção muito grave do que houve ali, tomando proporções inacreditáveis. É terrível que um corpo nu seja um choque, inclusive para o brasileiro”, discursou Andreia que foi demolida com uma única palavra.

“Na criança”, rebateu a senhora para irritação e desconforto da dupla de picaretas.

Anúncios

9 COMMENTS

  1. O pior é que dão audiencia a este programa lixo… seria otimo ver a audiencia dele despencar! O povo mostrando que não deixa essa lavagem cerebral entrar em suas casas!

  2. dupla que finge estar fora da sociedade mas nao vive dois minutos sem ela… so que é o povo conservador otario que assiste esse lixo, em todas as empresas os idiotas uteis sintonizam e a gobbels e quanto fizerem isso, os anunciantes vao continuar financiando essa elite.

  3. André Horta e Bruno Ferrari! Vcs não veem mal algum porque rola dinheiro,sem um mínimo de arte,que vcs julgam ser. Parabéns Dna. Regina!!! O nú arrisco não é para crianças,é incentivo a PEDOFILIA” Os dois são péssimos promocionais.

  4. Fala se tanto em educação, que hoje não temos educação! Então porque não educar para a arte! Sem nu! Estudar obras artistas vertentes da arte na história! Não exponha a criança a coisas que ela terá tempo para aprender! Limite a idade para performance dos nus. Ainda temos a legislação a nosso favor, sair às ruas e atentado ao pudor! E dentro de uma exposição e a mesma coisa!

  5. Eu, sinceramente, não sei se essa criança estava preparada para isso, mas essa situação me deixa uma impressão de “olhem para cá e não para lá ” fico com a sensação de que alguem está chamando a atenção popular para que não vejamos o que realmente é interessante, tipo, política nacional, luta do poder, quem está querendo colocar algo para distrair a nossa atenção? Esta é a sensação que eu tenho.

  6. Deveria ser presa por estupro, foda-se a arte, se continuar com essa putaria a próxima cena será a criança beijando o órgão do cara.

  7. só para constar… qual a qualificação educacional, artística, filosófica e acadêmica da “dona Regina”? ela é apenas mais uma inocente util para os bots da alt-right que, como Zeca Pagodinho e caviar, “nunca viu, nunca comeu, só ouve falar”, mas é contra.

Deixe uma resposta