Fim de narrativa: AMB diz que o MAM errou ao expor nudez de adultos a crianças, mas mídia esconde o parecer

10
220

A Gazeta do Povo contatou profissionais da psicologia que lidam com o abuso infantil para questionar sobre a exposição do MAM.

A psicóloga Georgia Scher foi clara: “O que aconteceu lá foi um abuso sexual e psicológico”. A psicóloga das varas de família do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro não viu um caso de pedofilia, pois “se define como uma doença cujo portador depende de uma criança para obter satisfação sexual“.

Ela não tem a menor dúvida de que houve um caso claro de abuso:

A mãe poderia inclusive responder à Justiça, porque o Estatuto da Criança e do Adolescente garante proteção diferenciada para toda criança. Essa criança foi estimulada a tocar no corpo de um adulto nu. Ela não tem a maturidade necessária para entender o significado do que ela fez.

A terapeuta Veronica Esteves de Carvalho disse que essa maturidade sexual deve naturalmente partir da criança:

Posso passar a mão no corpo de qualquer adulto? Posso ficar pelado na frente de qualquer pessoa? As pessoas podem passar a mão no meu corpo? Enfim, quais os limites corporais que devemos respeitar e ensinar as crianças para que elas não fiquem expostas e vulneráveis? Sabendo dos seus limites, a criança aprende a respeitar o próprio corpo e, consequentemente, o corpo do outro, evitando a confusão de sentimentos, a erotização precoce e situações de vulnerabilidade.

A Associação Médica Brasileira também mostrou sua desaprovação em relação ao ocorrido no MAM:

Não consideramos a performance adequada, pois expõe nudez de um adulto frente a crianças, cuja intimidade com o corpo humano adulto, de um estranho, pode não ser suficiente para absorver de forma positiva ou neutra essa experiência. Situações de nudez, contato físico e intimidade com o corpo são próprias do desenvolvimento humano, desde que ocorram entre pessoas com perfis equivalentes, quanto à idade, maturidade e cultura.

Agora se entende porque a Globo teve que arrumar petistas para falar a favor do ato de forçar crianças a tocar corpos nus de homens em exposições.

Anúncios

10 COMMENTS

  1. Até que em fim um profissional da psicologia falando a real .a criança não tem maturidade .Ela vai construindo a partir do seu amadurecimento. Até agora só dois profissionais da psicologia. Essa e a outra especialista em direitos humanos. Infelizmente os do Conselho Federal de psicologia estão vendidos a partido político para se perpetuarem no poder. Esse é o objetivo. Não tem outro. Se necessário tiver que expor seus filhos sobrinhos a público é em vídeo com certeza o farão.

  2. A mãe poderia ser processada, poderia não, deveria, mas como os “conselhos tutelares” estão empesteados de esquerdistas não vai acontecer nada, por isso sou a favor da volta do juizado de menores e a extinção do “Conselho Tutelar”.

Deixe uma resposta