OMO conseguiu 78 mil dislikes em seu vídeo de ideologia de gênero… é “omofobia”?

61
954

A OMO lançou um “comunicado” – via Youtube- aos pais e mães como uma campanha para o Dia das Crianças.

A ideia era propagar ideologia de gênero, o que obviamente é ofensivo à muitas pessoas.

Como resultado, receberam 78 mil dislikes:

Agora a Omo queimou a sua imagem. Conseguir 78 mil dislikes enquanto tiveram apenas 3 mil likes não é para qualquer um. Isso não é um fracasso qualquer.

Pelo que se nota, vão precisar de muito Omo para limpar sua imagem.

Só falta agora reclamarem de “omofobia”…

Anúncios

61 COMMENTS

    • LIXO, EU EDUCO MINHA FILHA, NÃO VOCÊS.TOLOS VENDEDORES DE SODA CAUSTICA,VÃO ESTUDAR UMA FORMULA MENOS NOCIVA, IGUAL SUAS MENTES, E NÃO SE METAM NA MINHA VIDA, NEM DAS PESSOAS, COM SUAS IDÉIAS FÚTEIS, E TOXICAS, COMO SUA SODA CHEIROSA, VÃO ESTUDAR E EVOLUIR ESSA PORCARIA DE OMO, IGUALMENTE O SEUS CONCORRENTES.
      R.V

  1. Não encarei como ideologia de gênero! Acredito que meninas podem SIM brincar de carrinho, ou as mulheres são proibidas de dirigir? E meninos podem brincar SIM de trocar fraldas, ou eles nunca serão pais e nunca ajudarão as esposas a trocarem as fraldas de seus filhos? Por que uma menina não pode usar roupa azul? Onde está escrito isso? Mulheres não usam roupas azuis? Ou homens não usam camisas cor de rosa? Meu marido tem uma e fica simplesmente lindo! Acho que as pessoas estão levando tudo a ferro e fogo, e não deve ser assim! Não quer dizer que uma menina que brinca de carrinho seja menos feminina por causa disso e nem meninos que brincam com panelinhas sejam menos másculos! Existem muitos Chef Homens que são héteros, acredito que até em maior número que mulheres. E também existem gays muito mais machos que muitos heteros!!!

    • Vc deve estar de sacanagem, já ouviu falar de slippery slop? Não é isso que eles estão dizendo, fui pai troquei fraudas, faço janta, limpo casa, lavo roupa e nunca brinquei de boneca ou besti vestido.

    • lays, nao seja inocente, é rotina de guerra politica. Eles escolheram um lado, a minha filha brinca com qualquer brinquedo, mas a intencao aqui, da OMO, PeG é capitalizar politicamentr para a esquerda…

    • Penso como vc Laís Mendes. Não vi ideologia de gênero tb não. Eu cresci c meus primos. Brinquei mt de barbie mas tb adorava o futebol e a corrida de bike c meus primos e amigos.

    • Quem tá falando que não pode ? Todo mundo sabe o que o Omo quiser transmitir com sua propaganda. Eles pegaram um gancho nos últimos acontecimentos e deram seu apoio. Ao afirmarem que todas crianças são iguais não tem diferença entre menino e menina. As mesmas coisa pregada pela ideologia de gênero. Mas estamos em muitos país livre se você quiser criar seu filho como filha então que crie depois não chorre de arrependimento.

    • Concordo com vc Lais nao entendi o comunicado como ideologia de generos e sim dizendo que as criancas podem brincar com brinquedos de outros tipos… Cresci brincando de casinha com minhas irmas e nem por isso sou homossexual… Brincar com boneca nao faz a crianca ser homo ou etero… Acho q pelo contrario…se proibir eh que pode ter problemas.no futuro.
      E so pra constar… Sou pai de 3 nunca proibi eles de brincarem com qualquer tipo de brinquedo.. Minha filha de 15 anos ja brincou de carrinho.. Ja teve o dela.. (se as pessoas nao sabem tem ate carrinho da xuxa especimente pra meninas…) e nem por isso ela apresenta comportamento que nao seja de menina…. E eu troquei a fralda de todos eles…. E isso nao me fez menos ou mais homem.

    • Isso é apenas uma máscara para o que eles realmente querem fazer com as nossas crianças. É mais fácil acreditar nessa Boa intenção, mas o buraco é mais embaixo. Infelizmente!

    • Concordo com vc em alguns aspectos, mas nunca brinquei de boneca e nunca brinquei de panelinha , no entanto troquei as fraldas dos meu filhos e sei cozinhar também, isso tem quer ser ensinado aos filhos não como brincadeira mas como uma responsabilidade e idade certa. Quem tá levando a ferro e fogo e essa turma do socialismo fabiano querendo destruir a sociedade tradicional e incutir de forma inocente esse demoníaca ideologia de gênero.

    • Inocente, gays são machos e fêmeas, liberdade a todos, sem educação não há liberdade, tudo posso, mas nem tudo me convêm, brincar ou educar minha filha é de minha responsabilidade, ela tem roupa azul, rosa, amarela e dai, tem helicóptero, carrinho e bonecas, e dai, uma empresa desse porte não pode incentivar nem opinar sobre educação paterna, como subliminar ou ideia oculta, de duas ou três intenções, ou um verbo transitivo, ou uma frase com mais de um objetivo, que possa influenciar pessoas sem personalidade, e sem instrução, essa propaganda é de má fé, para polemica e para propaganda, sem o minimo de clareza, e com o máximo de polemica aos leitores, e discussão de todas etnias, e que se exploda o mundo, com muito omo, essa é a ideia, ainda que seja bom ou ruim, as crianças que os pais tem a obrigação de educar, não um governo nem uma grande empresa, que cria polemica idealista para que se possa fixar seu nome, ( que seja negativamente). Omo pisou na bola grave.

    • A questão não é o que se permite ou não, mas quem está fazendo e para quem a campanha é direcionada. Uma marca de sabão interferir na criação dos filhos, cada um cria da maneira que quiser, se for para menino brincar de boneca, que seja a escolha da FAMÍLIA, não de uma indústria, que não tem nada a ver sua marca com a campanha. Se fosse uma fabricante de brinquedos, até teria nexo. Vamos parar essa guerra, direita contra esquerda, “facistas” contra “esquerdopatas”, brasileiros brigando entre si enquanto eles, políticos e empresários se enchem de dinheiro com toda essa discussão inútil para o Brasil

  2. Vamos de Ariel, Brilhante, Ypê e tantas outras marcas de sabão em pó que há. As três aqui são ótimas. Não é omofobia, mas sim amor aos nossos filhos.Xô, encutição de ideologia de gênero!!! Omo – nunca mais

  3. Rídiculo.. não teve nada de mais no comunicado. Vcs estão virando esquerdistas.. se pra eles tudo é machismo, agora pra vcs tudo é ideologia de gênero.. não teve nada de ofensivo, bando de exagerado.. .;)

  4. Não achei nada demais esse comunicado da Omo, não sou a favor de ideologia de gênero, pra mim ela é balela , somos biologicamente diferentes e ponto. Porém o brinquedo não vai mudar a escolha da criança futuramente , ter liberdade para brincar só vai fazer a criança Muito mais feliz, subi Muito em árvore, joguei futebol, brinquei de carrinho de rolimã , de bolinha de gude e olha só sou mulher hétero e com orgulho!!!!

  5. Os esquerdopatas e os doentes acham que se a gente trata menino como menino e menina como menina, a gente está forçando a barra e sendo preconceituoso, aí eles sugerem que a gente faça o oposto, que a gente trate menino como menina e menina como menino ou pelo menos que se misture tudo e se discuta isso com elas. Criei meus filhos sem colocar na cabeça deles se eles deveriam ser isso ou aquilo. Dei brinquedos, cada um brincou com o que se interessou. Criança quer brincar, não quer discutir gênero e nem precisamos ficar falando disso com eles ou induzindo qualquer coisa. Criança quer brincar, quer ser feliz, quer ser amada e bem tratada pelos pais. O resto é coisa de doente querendo manipular as crianças conforme suas taras e suas doenças.

  6. Empresas gastam milhões para promover suas marcas e em condições normais de mercado, nunca entram em divididas. A Unilever entrou, vai custar caro, para se redimir,isso se conseguir. Assim como aquele banco de cor vermelha, vai ficar marcada por querer apoiar uma ação que não é aceita por uma grande maioria. Agora que aguentem a consequência de entrar numa briga na qual jamais deveria.
    O marqueteiro esquerdou e acho que vai levar uma lambada doída dos chefes. O consumidor já disse o que não quer : Que pessoas ou entidades sejam os corregedores da sociedade. Danou-se Unilever. Já não usava o tal do OMO, agora se não tiver outro vai sabão de coco ralado.

  7. Eu mesmo já deixei de usar este produto desde de Janeiro e só usamos Ariel e é bem melhor. Vamos combater a pedolofilia infantil através desta ideologia macabra que tenta destruir a família brasileira.

  8. Não compro mais OMO. Não é esse tipo de comercial lamentável que eu esperaria ver de um fabricante de sabão – o responsável pelo marketing perdeu a oportunidade de fazer uma propaganda focando nos pontos fortes do sabão. Não levaram em conta que a cultura e as tradições da maioria do povo brasileiro são de uma cartilha diferente, que respeita mas não incentiva coisas moderninhas e progressistas que a classe dos “Bárbaros Tolerantes” de hoje tem histericamente defendido, como bissexualidade, ideologia de gênro (UM LIXO MORAL), outras mais (isso sem falar nas tentativas de descaracterizar pedofilia como crime). AQUI SE FAZ AQUI SE PAGA, OMO NUNCA MAIS, DO MEU FILHO CUIDO EU. Peço àqueles brasileiros que são trabalhadores sérios, cristãos, e que não querem erotizar as crianças nem fomentar esse lixo moral chamado ideologia de gênero, que BOICOTEM a marca OMO – já que ninguem faz nada, essa é a nossa forma de não estimular tudo isso.

  9. Estas empresas estão loucas,sabem que os brasileiros em sua maioria são conservadores e não aceitam interferências na criação de seus filhos.É ter muita cara de pau uma empresa de SABÃO querer DITAR como os pais devem criar seus filhos.Só esta que faltava.Dancou foram mais de 130mil deslikes contra 20 mil likes.Foi uma surra vergonhosa.

  10. Os empresários devem ser ensinados através de ações que contrariar a população aceitando ideias de publicitários mais preocupados com propaganda ideológica do que com a imagem da empresa tem consequências negativas.

  11. Brilhante é do mesmo grupo. vai pra ARIEL….. BRILHANTE, surf, , arisco, lifeboy, cif, seda, rexona, lux, dove, becel, confort,axe, Ala, close up, knor, hellman´s…. MAS QUEBRAR A RECEITA DO SABAO OMO: NAO TEM PREÇO……

  12. A Unilever possui mais de 400 marcas, mas concentra-se em 13 marcas com vendas de mais de 1 bilhão de euros: Axe/Lynx, Dove, Omo, Becel/Flora, Heartbrand, Hellmann’s, Knorr, Lipton, LUX, Magnum, Rama, Rexona, Seda e Surf.

Deixe uma resposta