Temer finalmente revoga direito à impunidade do terrorista Cesare Battisti. Agora a bola está com o STF…

2
227

Conforme lemos na Folha, Temer revogou a condição de refugiado do terrorista italiano Cesare Battisti, decidindo extraditá-lo caso o STF (Supremo Tribunal Federal) não conceda um habeas corpus preventivo a ele.

A matéria diz:

A defesa de Battisti entrou com o pedido de habeas corpus na corte no fim de setembro para tentar preservar a liberdade do italiano. Segundo seus advogados, a ação foi feita com base em notícias divulgadas pela imprensa de suposta solicitação do governo da Itália para que Temer reveja o pedido de extradição.

A estratégia inicial do Planalto é aguardar a apreciação do STF antes que o presidente assine o decreto. O pedido de habeas corpus está com o ministro Luiz Fux, relator do caso Battisti. O magistrado deve decidir sobre o assunto de forma monocrática (por um único magistrado).

Aliados de Temer, porém, afirmam que, caso a corte demore para se posicionar sobre o tema –que não tem data definida para ser julgado–, a subchefia de Assuntos Jurídicos da Presidência vai elaborar um parecer para que Temer chancele a volta de Battisti à Itália.

O cenário considerado menos provável pelos assessores do presidente é o de o STF conceder o habeas corpus por liminar, e, assim, Battisti poderia continuar no Brasil.

Outra opção seria a corte conferir uma decisão condicional, em que o italiano seria ouvido pelo Supremo, por exemplo. Nesse caso, o parecer do Planalto indicará que o presidente vai aguardar a definição final do STF.

Já não era sem tempo!

Permitir que um terrorista condenado na Itália à prisão perpétua fique solto e impune pelo Brasil só porque um partido de psicopatas decidiu afrontar o povo é coisa de país que não tem vergonha na cara.

Estávamos muito calados quanto a isso. Não é normal tolerar com essa passividade tamanha sequência de cuspes na cara, lançados em todo esse tempo de impunidade de Battisti.

Temer não fez mais que a obrigação. Agora o STF se enterra de vez se mantiver o terrorista por aqui.

O negócio é pressionar essa gente e não admitir a sequência da farra de impunidade do terrorista.

Anúncios

2 COMMENTS

  1. Esse nó na garganta, enfim será desatado. Aos italianos seu cidadão, seu criminoso. À Itália, o direito de concluir processo que só à Itália cabe o direito de deliberar. Não podemos admitir que um criminoso encoberte outro criminoso por ideologias espúrias e frontalmente contra O estado Brasileiro.

Deixe uma resposta