NY Times proibe seus jornalistas de difamar os outros, ops, de falar em política nas redes sociais

1
175

O NY Times, jornal esquerdista (que chegou a declarar apoio editorial a Hillary) disse na última sexta (13) que seus jornalistas devem evitar falar sobre alguns assuntos nas redes sociais. As informações são do ILISP.

De acordo com o documento, os jornalistas do NYT “não devem expressar opiniões partidárias, promover visões políticas, apoiar candidatos, fazer comentários ofensivos ou dizer algo que prejudique a reputação jornalista do Times em posts nas redes sociais (…) na medida em que a percepção de nossos jornalistas como tendenciosos pode reduzir a credibilidade de toda a redação“.

O jornal adverte que “tudo que postamos ou curtimos é público e provavelmente será associado ao Times” e determina que as diretrizes “devem ser seguidas por todos os departamentos da redação, incluindo aqueles que não façam cobertura política”.

O documento também pede que os jornalistas não podem antecipar nas redes o conteúdo exclusivo do NYT , não reclamar sobre produtos ou serviços, evitar participar de grupos privados ou secretos nas redes sociais que tenham visões partidárias e não se registrarem em eventos partidários nas redes sociais.

Sobre as críticas, a nota diz que “se as críticas forem agressivas ou maldosas, provavelmente é melhor não responder”. Ao fim, pede que os jornalistas evitem silenciar ou bloquear pessoas que estejam apenas efetuando críticas às matérias.

No fundo, eles sabem que seus jornalistas esquerdistas sempre estarão difamando alguém no momento de falar de política. Talvez estejam apenas se precavendo de tomar processos ao implementar tal medida.

Anúncios

1 COMMENT

Deixe uma resposta