Site O Anestesista usa argumento bizarro dizendo “sempre foi adulta” para defender Caetano/Lavigne; não colou

6
994

O site O Anestesista (apelido para O Antagonista, sempre é bom explicar), está “de mal” do MBL depois que o movimento fez alguns elogios a Jair Bolsonaro e criticou duramente Luciano Huck, candidato pelo qual os donos do site demonstram clara preferência (eles torciam para Hillary, lembram?).

Daí eles se saíram com essa, depois do anúncio de que Caetano/Lavigne processarão o MBL por ter citado uma matéria da Playboy onde ela dizia que perdeu a virgindade aos 13 anos com Caetano:

O argumento de dizer que Lavigne “sempre foi adulta” é tão monstruoso que assustou muita gente pelo cinismo.

Isso automaticamente bate de frente com toda a argumentação contra o ato de forçar uma criança a tocar no corpo de um homem nu no MAM. Basta dizer, por distinção de emergência, que a criança “sempre foi adulta”. É argumento de psicopata.

Quer dizer: agora vale reinterpretar a lei para fazer papel de advogado de artistas da extrema esquerda.

De novo: quem está surpreso?

Seja lá como for, a maioria absoluta dos leitores não aceitaram o argumento:

Em tempo: foi encontrada na web uma matéria da Marie Claire, de 2016, na qual Paula Lavigne dizia que era “uma menina” na época em que perdeu a virgindade para Caetano.

Veja:

Bem, ao que parece a narrativa d’O Anestesista fica mais complicada agora. É difícil dizer que ela “sempre foi adulta” quando a própria interessa diz que “era uma menina”.

Anúncios

6 COMMENTS

  1. Este tal de Caetano Veloso é simplesmente uma piada de mau gosto, junto com esta tal de Paula Lavigne que é outra comedia de mau gosto, é brincadeira estes tais artistas.

Deixe uma resposta