Procurador detona elite artística que nega aplicação dos arts. 213 e 244 do Código Penal de 1940: “promovem cultura do estupro”

0
328

A tática da elite de artistas milionários da extrema esquerda – de dizer que os arts. 213 e 244 do Código Penal de 1940 não valiam para Caetano – está gerando uma saraivada de críticas de especialistas no Código Penal.

Antes vimos que Janaína Paschoal explicou que havia o crime de estupro previsto nas relações com menores de 14 anos já no Código Penal de 1940.

Agora é a vez do procurador Ailton Benedito, que explica:

Anúncios

Deixe uma resposta