PL 28/2017 se torna ainda mais sórdido com o fato de que quase nenhum usuário dos aplicativos voltará aos táxis

2
157

O PL 28/2017 tem por objetivo criar restrições aos aplicativos de transporte, prejudicando 17 milhões de usuários e colocando 500.000 pessoas no desemprego. A votação está acontecendo hoje e a pressão é forte sobre o Senado.

Mas é preciso entender também que o dano que o lobby de táxis e os petistas querem causar à economia é originado do pior tipo de mesquinharia. O fato é o seguinte: se eles acabarem com os aplicativos de transporte, não irão levar quase nenhum dos usuários do serviço para o táxi. Poucos gatos pingados irão retornar aos táxis.

Considere a situação de uma pessoa que passou a deixar seu carro em casa durante os dias úteis da semana. Ele gastava R$ 20,00 reais de gasolina por dia e mais R$ 25,00 de estacionamento próximo ao local de trabalho. Ao considerar também o desgaste do carro, fez as contas e decidiu usar o UberX, pagando em média R$ 55,00 a R$ 60,00 por dia para ir ao trabalho, considerando ida e volta. Ora, gastar em média R$ 57,50 por dia para quem já gastava R$ 45,00 usando o próprio carro (e ainda tem o desgaste do veículo) é um bom negócio.

Porém, se o aplicativo é proibido, essa pessoa começa a pensar em cerca de R$ 90,00 por dia para ir e voltar ao trabalho de táxi. Será que essa pessoa vai pegar um táxi? De jeito algum. Ela vai voltar a usar o seu próprio carro, que é muito mais negócio.

Claro que existe o público para o táxi. É um público que paga mais caro. Muitos combinam corridas privadas com os taxistas. É um tipo de serviço diferente. Mas aqueles que já se habituaram a Uber e Cabify dificilmente retornarão aos táxis. Novamente: é outro tipo de serviço, com uma constância diferente.

De fato o lobby dos taxistas ganha com o PL 28/2017, mas é um ganho mesquinho para tanta destruição que vão causar. De novo: 17 milhões de usuários prejudicados e 500.000 motoristas de aplicativos desempregados.

O fato de que o público que ficará sem os aplicativos de transporte não irá voltar ao táxi – salvo algumas exceções – torna todo o projeto petista ainda mais sórdido.

Anúncios

2 COMMENTS

  1. perfeita observação. lembrando ainda que essa diferença de valor entre as corridas de táxi e uber é o que está financiando todo esse circo, incluindo políticos e milicianos da máfia dos taxis

  2. Este projeto de lei vai piorar para os taxistas. Fim do cabify e do uber ensejará o desenvolvimento de aplicativos de compartilhamento de percurso, carona virtual, com compartilhamento de. custo. Os aplicativos basearão seus negócios em mensalidades. O custo da carona será calculado pelo waze. O valor será ainda mais baixo, e gerará ainda menos imposto.

Deixe uma resposta