Ao trocar “Alá é maior” por “Deus é grande”, Globo mostra que a intenção é mesmo praticar preconceito religioso

5
173

Diante do horrível atentado em NY – onde um terrorista islâmico usou um caminhão para atropelar 8 pessoas e deixar 11 feridas -, a mídia esquerdista tinha que começar mais uma instância de falsificação da realidade.

O padrão de sempre visa atribuir a culpa “ao caminhão”. Isso já não surpreende.

Agora o novo truque retórico afirma que o terrorista disse “Deus é Grande”. Na verdade, ele disse “Alá é maior” (Allahu Akbar).

A diferença é fundamental, uma vez que na terminologia cristã só existe um Deus. Na terminologia utilizada pelos islâmicos há vários deuses, sendo que “um é maior”. Logo, a tradução “Deus é grande” não se aplica.

Vários órgãos de mídia utilizaram o truque, como o Extra. Veja abaixo o que foi publicado no G1 (também da Globo):

Vale notar que aqui temos mais truques de distorção da realidade.

O jornalista transformou um atentado terrorista em “atropelamento”, termo geralmente utilizado para fatalidades. Normalmente quando existe um assassinato pelo meio do atropelamento, não é justificável mencionar apenas o atropelamento em isolado.

Para finalizar o show de picaretagem, a matéria cita “tiros”. Porém, as vítimas perderam suas vidas por meio de um atentado terrorista por meio de atropelamento. Não foram vítimas de balas perdidas.

O objetivo da cobertura é clara. Tentar confundir o público e jogar preconceito contra os religiosos cristãos – que acreditam em Deus, não em Alá (“o maior”). É crueldade sem limites.

Anúncios

5 COMMENTS

  1. Indignação é pouco, pra esta #Globo lixo!
    Todas reportagens são com más intenções, não me conformo até agora com aquele acidente de carro em Viracopos…o guarda-roupa de vidro não resistiu e um veículo despencou de uma altura de 10 metros…recentemente. E a globosta culpou a motorista que dirigia de chinelos….brincadeira isto viu….se a proteção fosse em concreto o carro certamente não despencaria. Reportagens no G1, CBN, etc.. todas tendenciosas e corporativistas. Cúmulo do cúmulo!!!

  2. Incorreto, o Islã também só aceita um deus. Em fato, “Alá” é Deus na língua deles.

    Eu aceitaria “Deus é grande” como tradução correta, mas o seu ponto permanece, já que a escolha do termo “Deus” é de fato pensada.

  3. O Islâ só aceita um Deus, Alá. Até aí tudo bem, caso eles aceitassem que o Deus mencionado na Bíblia e na Torá é o exatamente mesmo Deus mencionado no Corão e em todos os demais livros religiosos. A verdade é que não é assim. Pra eles só há um Deus, Alá, o deles, todos os demais são abomináveis, assim com o seus adoradores. É a suprema ignorância em ação. Fora com eles.

Deixe uma resposta