Por que a mídia pouco fala do caso da mulher estuprada durante gravação de programa da Globo?

De acordo com o Correio Braziliense, durante um evento de gravação do programa anual “Show da Virada”, da Rede Globo, que ocorreu neste ano na Esplanada do Mineirão, na Pampulha, um homem foi preso em flagrante acusado de ter estuprado uma mulher.

O boletim de ocorrência diz que uma mulher de 21 anos foi estuprada e teve seu celular furtado por um homem, que também é suspeito de outros assaltos no evento.

Aos policiais, a jovem contou que o criminoso já havia tentado furtar seu celular pouco tempo antes do estupro. Só que momentos antes do show da dupla sertaneja Jorge e Mateus, a mulher foi a um banheiro químico, em frente ao Espaço SenSe LGBT. Ali ela foi surpreendida pelo homem que entrou junto, empurrando-a para dentro, trancando a porta e cometendo o estupro.

Ela conseguiu sair do local após o crime. Enquanto tentava pedir ajuda a pessoas que estavam no local, ainda teve o celular furtado pelo meliante. Ela foi encaminhada à delegacia e ao Instituto Médico Legal para perícia. O caso foi encerrado na Central de Flagrantes 4 (Ceflan 4).

Segundo a Polícia Civil, Vanderley Lemos Quaresma foi encaminhado ao sistema prisional. De acordo com a Guarda Municipal, ele tem extensa ficha criminal. Na lista estão crimes como homicídios e furtos. O sujeito tem 16 passagens pela polícia por furto e uma por porte ilegal de armas. ele já foi preso por dois assassinatos e tentativa de homicídio. Após ser detido, a polícia ainda encontrou com ele seis celulares que, acredita, foram furtados.

A Rede Globo ainda não se manifestou sobre o assunto.

Mas temos outro detalhe grave: que raios fazia solto um sujeito que tinha extensa ficha criminal, que incluía homicídios e furtos? Será que este é mais um motivo pelo qual a mídia não está interessada em falar do assunto?

Anúncios

Deixe uma resposta