“Bruno Araújo pede demissão, mas Luislinda Valois não abandona sua ‘escravidão'”

1
281

A manchete do Tribuna da Internet acertou na mosca, ao dizer: “Ministro tucano pede demissão, mas Luislinda não abandona a sua ‘escravidão'”.

Vale ressaltar que o site Tribuna da Internet é janotista até a medula e, portanto, presta um desserviço ao Brasil ao aplicar a agenda da extrema esquerda. Porém, esta observação é acertada.

Eles comentam uma das notícias de ontem, quando o ministro das cidades, Bruno Araújo (PSDB), pediu as contas ao presidente Michel Temer. No documento, Bruno afirmou que não há mais apoio no seu partido para seguir no caso, reconhecendo que o governo de Temer será reconhecido pelos seus resultados profundamente positivos para a sociedade brasileira.

“Agradeço a confiança do meu partido, no qual exerci toda a minha vida política, e já não há mais nele apoio no tamanho que permita seguir nesta tarefa. E de modo especial aos pernambucanos, na certeza de que procurei, na nossa mais fiel tradição, desempenhar com zelo a minha missão, ajudando o país e meu querido estado”, diz o tucano, na carta.

Mas foquemos em Luislinda.

O site Tribuna da Internet lembra a vergonha da ministra dos Direitos Humanos, que ontem encenou mais um capítulo de sua versão da novela “A Escrava Isaura”.

Luislinda decididamente não tem medo do ridículo e afirmou que é “pobre e da periferia”.

Ora, o está prendendo Luislinda ao cargo? Ela pode seguir o exemplo de Bruno Araújo e pedir demissão quando se sentir desconfortável para permanecer.

Anúncios

1 COMMENT

Deixe uma resposta