Globo diz que Justiça censurou Morgenstern a pedido de Caetano. Problema: é informação privilegiada ou “fake news”. 

2
239

Sempre é divertido ver pessoas arrogantes colocando tudo a perder por precipitação. Pode ser o caso da tropa que une artistas milionários como Caetano Veloso e a Globo, que adora financiar a elite artística de extrema esquerda.

Observe a postagem abaixo, que o Globo fez nesta terça (14), ao dizer que o autor da hashtag#CaetanoPedofilo havia sido condenado pela Justiça a remover as publicações com este conteúdo da internet:

A extrema esquerda pode ter ficado eufórica, mas se o fizeram, também foi por precipitação.

Lembrem-se do ditado: “apressado come cru”.

Então vejamos: a notícia d’O Globo diz que a juíza Flavia Alves, da 14º Vara Cível do Rio de Janeiro, concedeu tutela antecipada ao cantor, que faz parte da elite artística do Brasil.

Porém, Flavio Morgenstern não recebeu nenhuma intimação até o momento e que soube da sentença através da matéria.

Isso leva a uma situação muito complicada, das quais a menos grave é a possibilidade da Globo ter aplicado mais uma “fake news”, o que não seria nenhuma novidade.

A possibilidade mais grave é a de que a juíza entrou em contato com Caetano Veloso ou pessoas ligadas a ele, antecipando o resultado da ação, o que pode ser uma complicação para os censores, mas não para Morgernstern.

A tendência é que os arrogantes e apressados da extrema esquerda comam cru de novo.

Anúncios

2 COMMENTS

  1. Com ou sem decisão judicial caetano cometeu pedofilia! Portanto, é um pedófilo (e deve atacar meninos e meninas).
    Não entendo que ele faça parte da elite da música brasileira. Não o comparo com Baden Powel, Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Caubi Peixoto, Elizeth Cardoso, Agnaldo Rayol, Nelson Gonçalves, Angela Maria, Silvio Cesar, Agostinho dos Santos, Geraldo Vandré, Noel Rosa, Cartola e muitos outros …
    Esse pedófilo forma fileira com o pessoal do baseado … e se auto intitula de intelectual …
    É um boçal … simplório, endeusado pelos simplórios apreciadores de músicas e letras simploístas.

Deixe uma resposta