Engomadinhos da Rede e do PSOL falarão na Globo sobre o caso das propinas pagas por jogos de futebol?

1
260

Como vimos ainda hoje por aqui, o empresário argentino Alejandro Burzaco, ex-presidente da empresa Torneos Y Competencias, disse nesta terça (14) que a Rede Globo foi uma das empresas que pagaram propinas para vencer a concorrência por direitos de transmissão de competições internacionais, como a Copa América.

Ele entregou tudo durante depoimento no Tribunal do Brooklin, em Nova York, no julgamento do ex-presidente da CBF José Maria Marin.

Ele foi ouvido como testemunha de acusação no processo, no qual é um dos investigados no escândalo da Fifa e se declarou culpado.

Além da Copa América, a investigação da Justiça norte-americana também apura corrupção na compra dos direitos da Copa Libertadores e do torneio Copa do Brasil.

A pergunta a ser feita agora é: onde estarão os engomadinhos da Rede e do PSOL que adoravam fazer teatrinho na emissora se dizendo “contra a corrupção”?

Será que a Globo continuará chamando Alessandro Molon para falar todos os dias do assunto? E se ele não abrir a boca sobre esse escândalo, como fica para a sua imagem?

Vai ser divertido de assistir o que vem por aí.

Anúncios

1 COMMENT

  1. Respeitando as exceções que mínguam a olhos vistos, grande parte dos jornalistas já não demonstra nenhum rubor em rastejar pelo solo minado da militância ideológica nem de se assumirem como arautos da nova face do jornalismo brasileiro representado por uma imprensa prostrada, que fez da submissão o sinônimo de sua liberdade e da afinidade com os cofres públicos o símbolo de sua independência. É profundamente lamentável assistir o rebaixamento das Redações, veneradas num passado ainda recente, à condição de chulos guetos ideológicos e antros privilegiados da prostituição profissional. Nesse ambiente putrefato, fartam-se os gigolôs da verdade encomendada.

Deixe uma resposta