Taís Araújo lança provável fanfic sobre seu filho e a Internet não perdoa

20
898

A atriz Taís Araújo é conhecida por emitir narrativas sobre sua vida que muito provavelmente são fanfics (ou seja, histórias inventadas).

Ela resolveu falar sobre seu filho: “Quando engravidei do meu filho, eu fiquei muito, mas muito aliviada de saber que no meu ventre tinha um homem. Porque eu tinha a certeza de que ele estaria livre de passar por situações vivenciadas por nós, mulheres. Teoricamente, ele está livre, certo? Errado. Errado porque meu filho é um menino negro e liberdade é um direito que ele não vai poder usufruir se ele andar pelas ruas descalço, sem camisa, sujo, saindo da aula de futebol. Ele corre o risco de ser apontado como um infrator – mesmo com seis anos de idade”.

“Quando ele se tornar adolescente, ele não vai ter a liberdade de ir para sua escola pegar um ônibus com sua mochila, seu boné, seu capuz, seu andar adolescente, sem correr o risco de levar uma investida violenta da polícia ao ser confundido com um bandido”. “No Brasil, a cor do meu filho é a cor que faz com que as pessoas mudem de calçada, escondam suas bolsas e que blindem seus carros.”

O racismo de fato existe no Brasil e no mundo. Porém, no caso de Taís Araújo (uma atriz milionária e privilegiada), a narrativa não foi muito convincente.

Veja os comentários na Revista ISTOÉ:

 

Anúncios

20 COMMENTS

  1. Quem promove o racismo no Brasil, são pessoas iguais à você, que não satisfeita em chamar a atenção nas telinhas da Globo, espalha uma mentira dessas pra se fazer de vítima e reforçar a ideia de que você e sua família são excluídos pela maioria de brancos no país. Isso não acontece na minha cidade. Isso não acontece nos lugares próximos por onde ando. Vejo ótimas relações entre brancos e negros, sem nenhum racismo ou qualquer tipo de preconceito. Acho que você vive em outro Planeta e não se deu conta disso. Quem reforça a discriminação no país é gente sem noção igual a você.

  2. Esse tipo de coisa não acontece, ou acontece somente nas novelas, malhação e afins que já estão cansando com essas bobagens de racismo. Sogra que não quer negra na família!? Sou negra e casada com um branco, nunca sofri preconceito algum. Parem com isso que está feio.

    • Você não representa TODAS as mulheres negras do nosso país. Se você não sofreu preconceito na família do marido, isso é maravilhoso. Pena que nem sempre é assim.

  3. Taís, você simplesmente está envergonhando a população brasileira com essas declarações ridículas de comunista de araque. Distribua a sua riqueza com os pobres do seu Estado q estão sofrendo de verdade e são seres humanos independente da cor.

  4. O mais engraçado é o fato de 90% dos comentários aqui terem sido realizados por pessoas brancas que, provavelmente, nunca sentiram preconceito parecido e nem ao menos percebem que os filhos de Taís Araújo não andam com uma placa com o nome dos pais, logo, não são reconhecidos em todos os lugares que comparecem ou irão comparecer um dia. Realmente, talvez ele nem utilizem o transporte público no futuro, já que ainda são muito pequenos atualmente, mas isso infelizmente não os livra de outros tipos de preconceito vivenciados pelo indivíduo negro.

  5. “Quando ele se tornar adolescente, ele não vai ter a liberdade de ir para sua escola pegar um ônibus com sua mochila, seu boné, seu capuz, seu andar adolescente, sem correr o risco de
    ser assaltado pq no País em que vivemos não podemos mais andar tranquilos em cidade nenhuma e rua nenhuma. Pode ser preto, mulato, amarelo, pardo ou branco . Não culpe a policia, culpe esse Congresso podre que nos legisla, o judiciário a favor de bandidos, e a esquerda que o meio artistico apoia que morre de pena dos coitadinhos. ACORDA SRA THAYS!!!!

  6. E por comentários como estes, pensamentos como estes que vamos continuar como estamos, num pais de pessos preconceituosas, e onde a desigualdade social e gritante, o que a Thais Araujo disse e verdade e neste momento não importa a ideologia dela: pessoas negras sofrem preconceito sim, e quando se fazem comentarios como estes essa desigualdade so aumenta. Quer dizer que por ser rica o filho dela não podera andar nas calaçadas ou pegar um onibus (logico que não! Ele e rico e deve permanecer assim, como essa conduta e se quiser andar na rua, muda de país) ou seja somente o pobre tem esse “previlegio”) aff. Ridiculo, o racismo esse para os ricos e para os pobres, e ela pode sim se expressar sobre e esTa corretissimo seu pensamento, afinal confirmados por meio destes comentários acima, seu filho aofre preconceito pela cor e pala condição socioeconomica, porque no Brasil preto tem que ser pobre, e caso seja rico: -nunca poderá pegar um onibus, andar em uma calçada entre outras coisas, pois são exclusivas de pobres.

  7. Bem eu acho que tem alguma coisa errada aí nessa história, pois se ela está a pé deve ser no condomínio de luxo que ela mora e se alguém atravessa a rua deve ser um ricão que mora no mesmo condomínio, pois nas ruas mesmo ela vai de carro com talvez motorista e seguranças

  8. porque é que não há nenhum comentário de um negro aqui… hã? porque será? estão todos furiosos porque talvez (sei lá) ela tenha razão? pois. já ando cá há muito tempo. já vi e ouvi o suficiente. ela é linda. excelente atriz. está – naturalmente – preocupada com a sociedade que continua igual (como acabei de ler). usou o o filho como mero exemplo. portanto: vocês são maus. e mal intencionados. estão cheios de pregos na boca. e de certeza que vivem todos muito bem. ora poupem-me como vocês dizem com esses mimimis ou sei lá que merda é ssa que inventaram.

  9. Ela tem toda razão. Tudo que ela disse é possível acontecer, e muito mais, principalmente por ser de classe média, morar em bairro nobre, é o meio onde ocorre mais racismo. Engana-se quem pensa que o fato de negro ter dinheiro em nosso país está livre de racismo.

  10. Não dá mais parem de se vitimizar, usando a cor o cabelo pra se promover e agora até os filhos, pior racista e o negro se fazendo de vítima,

    • Tais fofa…. Tenha orgulho da sua origem minha querida. Ser negro atualmente é mais comum do que ser branco! Enquanto vc queria que seu filho fosse branco, tem um monte de brancos que adorariam ser negros… O ser humano é muito mal agradecido mesmo. E outra coisa o seu filho só não vai andar a pé na calçada sem camisa pq vc está passando vergonha nele antes mesmo do menino se tornar adolescente. Affs.. Agora o melhor a se fazer é um retratação urgente para que as coisas não piore pro seu lado.

  11. Vai pra África!!! Ah pra África também iria sofrer racismo por ser mulata, quase branca para o povo. Que mulherzinha chata e escandalosa. Esquece que todos sofrem de racismo e preconceito.

Deixe uma resposta