Senador petista é acusado de pagar sexo com menor de idade a troco de lanche. Mídia em silêncio…

2
379

O senador suplente petista Wilmar Lacerda vai assumir seu mandato no lugar de Cristovam Buarque (PPS), que se licenciará por quatro meses para fazer pré-campanha.

De acordo com o site Metrópoles, a Ocorrência nº 8.355, de 2017, registrada em 17 de outubro na 31ª Delegacia de Polícia (Planaltina), traz o relato de uma adolescente de 17 anos que garante ter transado com o petista em troca de lanches.

A menor teria conhecido o político, chefe de gabinete do PT no DF, por meio de uma agenciadora identificada como Rebeca. Wilmar e a adolescente teriam se encontrado três vezes até ele convidá-la ao apartamento dele, ocasião em que aconteceu a primeira relação sexual entre os dois.

“A declarante manteve relação sexual com Wilmar Lacerda por cinco vezes, o qual nunca pagou em espécie, pois dizia que não tinha dinheiro, mas sempre pagava um lanche”, diz trecho do boletim de ocorrência.

Ainda segundo a jovem, o suplente se recusava usar camisinha nas relações: “Recorda que Wilmar não gostava de usar preservativo e dizia que não havia risco de a declarante engravidar, pois havia feito um procedimento de retirada de sêmen e guardado em uma clínica”.

Cínico como ele só, Wilmar disse ao Congresso em Foco que vivia um “relacionamento normal” com a garota, com a qual tinha “relação afetiva” desde o fim do ano passado.  Disse ainda que “o relacionamento não ocorria às escondidas ou por meio de pagamento de qualquer espécie” e que a relação com a jovem “não foi ilegal”, pois a mãe dela teria conhecimento dos encontros. Os “lanches” a que a garota se referiu em seu depoimento eram “refeições que fazíamos em locais públicos, como restaurantes e shopping”, prossegue o petista.

Bem, nem mesmo Cristovam Buarque comprou a conversa, e disse: “É uma acusação gravíssima, gravíssima, gravíssima”.

Enquanto isso, a mídia está evitando tocar nesse assunto. Que coisa, não é?

Anúncios

2 COMMENTS

  1. Relativando a pedofilia, depois que aquele artista ultraesquerdista, fez o que fez. Depois da mostra cultural,
    Vale qualquer argumento, por mais furado que seja. Agora a PATRULHA DO POLITICAMENTE CORRETO é omissa nesse assunto. Que coisa!

Deixe uma resposta