Chico Buarque participa de “frente contra a censura” junto ao maior censor do Brasil: Caetano Veloso

2
322

Um dos ícones da esquerda caviar brasileira, Chico Buarque, também se juntou ao time dos artistas milionários da extrema esquerda que querem proibir o povo brasileiro de protestar contra indução de crianças a tocar homens nus em exposição (sob pretexto de arte) e de questionar uso de verba pública para qualquer tipo de empreendimento cultural.

A narrativa criada pela extrema esquerda é a de que “boicote é censura”. Isso, é claro, se o boicote for feito por direitistas. Caso o boicote seja feito por esquerdistas, aí já não é mais censura.

O detalhe é que o time de artistas milionários pró-censura finge, com a narrativa, que “lutam contra a censura”, mesmo que o ato de proibir um grupo social de fazer boicote é, em essência, censura do pior tipo. A regra dizendo “acuse os outros daquilo que você faz” é redefinida.

Enquanto isso, Caetano Veloso se estabelece como o maior representante da censura real do Brasil, ao impetrar ações contra pessoas que citem o fato de que ele teria praticado sexo com Paula Lavigne quando ela tinha 13 anos de idade, um fato confessado por ela própria em entrevistas a publicações como Playboy e Marie Claire. A atitude de apagar o passado lembra o stalinismo, que “deletada” pessoas das fotos.

Veja o show do bizarro:

Anúncios

2 COMMENTS

  1. Boicote contra a depravação de alguns mediocres artistas e cantores principalmente.
    Escória tem que produzir e desfilar suas imoralidades no bas fond.
    Monte de escrotos! Estão desocupados há muito tempo? O ócio é a oficina do diabo, mesmo…

Deixe uma resposta