Mendonça Filho irá trair o governo ao implementar a nova BNCC para oficializar doutrinação pelo Brasil?

2
335

Não há como não fazer essa pergunta tão pertinente nesse momento.

O vereador Filipe Barros, de Londrina, lembrou que a nova BNCC “é a doutrinação oficial do Governo para todo mundo. É a carta na manga que eles tem contra o Escola Sem Partido e pra implementar em todas as escolas o ensino da ideologia de gênero“.

As informações dão conta de que isso seria iniciativa do Ministro da Educação José Bezerra Mendonça Filho.

Com a nova BNCC, todas as batalhas contra a Ideologia de Gênero e a doutrinação marxista nas escolas terão sido em vão, pois esses conteúdos serão inseridos goela abaixo via revisão da BNCC.

“Querem aprovar isso [a nova BNCC] através de um projeto de resolução do MEC. O projeto de resolução é pra tratar de questões internas, não serve pra isso. Obviamente que a decisão tem que ser do Congresso Nacional e não de uma canetada do ministro”, esclarece Filipe Barros.

A mudança da BNCC é de prerrogativa do Congresso Nacional. Se ele decidir queimar etapas, será preciso que explique os motivos para tanto atropelo.

É importante lembrar que os doutrinadores querem utilizar suas horas/aula para militar a favor dos projetos de extrema esquerda (ou seja, contra o governo que o colocou como ministro). Com isso, teríamos uma traição de Mendonça Filho ao governo atual em favor dos doutrinadores da extrema esquerda.

É preciso que Mendonça Filho se pronuncie.

Anúncios

2 COMMENTS

  1. O escola sem partido tem sim um partido, no sentido de que escolheu a sua ideologia: extrema direita, maniqueísta e dissimulada, falsamente calcada em uma visão de mundo aparentemente pouco estudada. Não sou adepto ao extremismo de esquerda, mas há uma verdade visível, os esquerdistas são bem mais instruídos e, ao menos em nosso país, são os únicos que não atacam os mais pobres com projetos tais quais a Reforma trabalhista e da Previdência. Se desejam alguma mudança efetiva de fato, aqui vai um conselho, abram alguns livros e leiam depois venham defender seus pontos de vista

  2. Ao mesmo tempo que esses bandidos, em nome de uma pseudo defesa do direito à livre escolha da criança, acusam os pais religiosos de crueldade ao incutirem em seus filhos a crença em Deus e nas histórias religiosas, não acham nada demais fazerem EXATAMENTE a mesma coisa para incutir na mente de nossos filhos, indefesos nas escolas para onde somos OBRIGADOS a mandá-los, a ideologia de gênero e a doutrinação marxista.

    Se mais uma vez nos omitirmos como povo, não nos posicionando contra mais este crime contra nossa consciência, ficará cada vez mais claro que não merecemos nossa liberdade!

Deixe uma resposta