Dias Toffoli quebra o galho de Janot e impede que CPI convoque Pelella. Significa.

0
268

De maneira muito suspeita, Raquel Dodge pediu que Dias Toffoli revogasse a convocação do procurador da República Eduardo Pelella para prestar depoimento à CPI da JBS.

Pelella foi braço direito de Janot e está por trás do acordo de total impunidade da JBS. Por causa desse acordo, os irmãos Joesley e Wesley ficaram soltos por vários meses e puderam vender várias empresas. Já são bilhões em empresas e bens vendidos e já se torna impossível que o Estado recupere esses bens.

É claro que há muito interesse por trás de todas as tentativas de brecar as investigações sobre o MPF.

Seja lá como for, Toffoli, como não poderia deixar de ser, atendeu a demanda de Raquel.

A PGR defende que o MPF deve investigar a si próprio, o que dá aos procuradores direitos que não atendem aos demais brasileiros. É uma medida anticonstitucional até a medula.

Era óbvio que Rodrigo Janot respiraria aliviado, tanto que não teve nem mesmo pudor de comemorar no Twitter:

Curiosamente, tem muita gente que diz que “luta contra a corrupção” que está comemorando a medida. Tem até “lavajatistas” que estão tremendo de medo diante da possibilidade desse acordo de total impunidade ser investigado.

Vergonha nacional.

Anúncios

Deixe uma resposta