José Medeiros toma tunda das milícias virtuais por votação pró-STF

Segundo o Antagonista, “o senador José Medeiros, aliado de Jair Bolsonaro que estava presente na casa do presidente eleito no dia da apuração, votou a favor do aumento salarial dos ministros do STF, que poderá gerar um efeito cascata de R$ 6 bilhões de gastos públicos para o próximo governo”.

Aqui está a explicação que Medeiros deu no Twitter: “Achei uma boa troca. Acabou o auxílio moradia. Veja que o aumento, mais dia menos dia, haveria que ser concedido. Seria cumulativo com auxílio.”

O Antagonista lembra que Medeiros está sendo chamado de “traidor” nas redes. Um leitor disse: “Não sei o que foi pior, o voto ou a justificativa”.

Em seu Twitter, Carlos Andreazza escreve:

Isso requer um comentário, pois admiro muito a postura do senador José Medeiros, que tem tido papel importante na política nos últimos tempos. Defendo várias de suas ideias e sua atitude no Senado.

Mas também é fato que o uso de milícias virtuais pela direita para constranger oponentes passou um pouco dos limites. Para piorar, essas milícias virtuais não tem sido utilizadas apenas contra a extrema esquerda, mas contra outros setores dentro da própria direita. Virou bagunça e já ultrapassou qualquer cota de controle.

No fundo, é um sintoma que já vimos na Revolução Francesa. Diante de uma galera que só fala em “ruptura” numa era em que é preciso fazer política, algumas pessoas serão devoradas pelos seus antigos pares.

Isso vai ser apenas o começo. Se é possível refrear o processo? Não sei. É muito cedo para avaliar. Talvez não seja possível num primeiro momento. Mas vamos aprender algumas coisas nesse período, enquanto podemos pensar no que dá pra fazer.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: