Horror: petista Erika Kokay fica do lado da ditadura cubana na questão dos médicos

A maldade humana realmente não tem limites. Novamente, a deputada petista Erika Kokay reaparece com declarações de gelar o sangue de qualquer pessoa empática ao ficar do lado da ditadura cubana.

Observe:

Mas observe o que havia dito Jair Bolsonaro:

Quer dizer: Jair Bolsonaro propôs que os médicos ficassem em condição de plena liberdade, mas a ditadura cubana agiu com seu barbarismo tradicional, ao dizer que vai obrigar os médicos a retornarem (de forma forçada) ao horror em seu país.

Não satisfeita em barganhar com a liberdade dos cubanos, Erika decide barganhar com o sofrimento do povo brasileiro que pode ser prejudicado. Na régua moral de Erika, a ditadura cubana é que está correta ao manter os médicos cubanos como escravos.

O horror, o horror…

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: