Sem escravidão, Ministério da Saúde abrirá edital para 8 mil vagas

De acordo com a Jovem Pan, o Ministério da Saúde realizará nesta sexta-feira (16) uma reunião com a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) para definir como ocorrerá a saída dos médicos cubanos do País e a entrada de profissionais brasileiros selecionados por edital para compor o programa Mais Médicos.

A matéria ainda diz:

Será finalizada a proposta de edital para a seleção de 8.332 vagas que serão deixadas pelos médicos de Cuba.

O Ministério da Saúde informou, por nota, que no início da próxima semana será realizada uma coletiva de imprensa para esclarecer os detalhes do edital de seleção e a chamada para as inscrições ao programa.

“A seleção de profissionais brasileiros em primeira chamada do edital será realizada ainda no mês de novembro e o comparecimento aos municípios, imediatamente após a seleção”, finaliza a nota do Ministério.

É uma boa tacada! É preciso encontrar uma solução pelo caos gerado intencionalmente pelos petistas.

Porém, ainda é importante expor a monstruosidade da ditadura cubana ao impedir que os cubanos possam ter chance de fazer o Revalida e de negociarem para permanecer no Brasil, se assim o desejarem.

Twitter: https://twitter.com/lucianoayan

Facebook: https://www.facebook.com/ceticismopoliticosc/

3 comentários em Sem escravidão, Ministério da Saúde abrirá edital para 8 mil vagas

  1. Hildebrando Gonsales // 16 de novembro de 2018 às 9:14 pm // Responder

    Quanta ignorância!!! E sem falar na intenção de deturpar o programa.

  2. Dora Rodrigues Alves Dora // 17 de novembro de 2018 às 12:08 pm // Responder

    São valorizados. ….Foram e são. ….mas aqui quem ganha recebe integral…..

  3. Ainda tem muita informacao obscura. Para fazer comentarios teriamos que ler os contratos firmados entre os governos e os medicos. Muito mimimi mas certeza nao temos de nada.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: