Bolsonaro deveria estender agradecimentos por prisão de Battisti a Temer

O ministro do interior da Itália, Matteo Salvini, fez um agradecimento a Jair Bolsonaro pela prisão de Cesare Battisti. O terrorista foi trancafiado na Bolívia e enviado diretamente a Italia:

Porém, quem assinou o decreto de extradição de Cesare Battisti foi Michel Temer, em 14 de dezembro de 2018.

Na verdade, ele já havia revogado a condição de extradição de Battisti em outubro de 2017, ou seja, bem antes de o governo Bolsonaro sequer iniciar a disputa eleitoral oficial.

Logo, seria nobre da parte de Bolsonaro reconhecer os méritos de Temer neste caso. Uma boa prática é fazer isso antes de a mídia corrigir as palavras de Salvini e apontar que Bolsonaro não fez essa menção.

Fica a dica…

Twitter: https://twitter.com/lucianoayan

Facebook: https://www.facebook.com/ceticismopoliticosc/

Anúncios

7 comentários

      • Não meu caro, Temer não fez. Ele, politicamente, resolveu assinar, ao apagar das luzes, porque o presidente eleito manifestou o seu posicionamento quanto ao Brasil ter se tornado repositório de criminosos internacionais também. Então, em vez deixar o outro ganhar o ponto ele, Temer, passou a bola.

  1. Haha .. o Temer e o Fux armaram o circo pra ele fugir!! Só que o Evo roeu a corda – entre o Battisti e a refinaria e o poder, escolheu a própria pele e entregou o outro!!

Deixe uma resposta para Renato Cancelar resposta