Anúncios

Ernesto Araújo e o silêncio injustificável sobre a China

Bem, pessoal, vamos lá avaliar a bagunça em que as coisas estão nesse momento.

Dois dias atrás, Olavo de Carvalho lançou um vídeo denunciando a viagem de deputados do PSL à China.

A partir daí, tudo começou a ser jogado no ventilador. Parece que nem todos tinham ciência da bagunça. Mas, num áudio, o advogado de Alexandre Frota, Cleber Teixeira, passa informações complicadas:

Cléber chega a dizer que Bolsonaro sabia.

Para piorar, o clima que a acusação contra os deputados do PSL tomou é praticamente de guerra cibernética contra o Brasil, uma vez que isso configuraria a cooptação de deputados para assinarem um acordo com a Huawei, implementando um sistema no Brasil, que enviaria nossos dados à China. Em suma, espionagem.

Quem deveria aparecer num momento desses? Evidentemente, é o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, que até agora não se pronunciou sobre o assunto com a contundência necessária, principalmente para até tranquilizar o povo brasileiro.

Pouco antes, o general Mourão, vice-presidente, disse que Araújo havia dito que “mostrar seu plano” para as Relações Exteriores, o que até agora não foi feito, conforme matéria da Época. (Que está chegando às bancas)

“Acho que uma boa seria: ‘Terá Ernesto condições de tocar e dizer o que é a política externa do Brasil?’. Porque ele não falou o que pretende fazer”, questionou Mourão.

No fim das contas, em toda essa crise com a China, ninguém teve papel pior do que Araújo, que já devia ter se pronunciado.

Segundo o Antagonista, assustada com a repercussão negativa da viagem de parlamentares do PSL à China, Soraya Thronicke ligou hoje para Ernesto Araújo da embaixada brasileira em Pequim.

Ela disse ter sido tranquilizada pelo chanceler. “Temos uma relação maravilhosa com a China”, afirmou Araújo, segundo Soraya.

Espere aí: se for verdade que a China está cooptando deputados para assinarem um acordo, à revelia do presidente, como a relação poderia ser “maravilhosa”?

O discurso evidentemente não está legal, soando falso. É preciso esclarecer: (1) há uma ação deliberada do governo chinês para espionar o Brasil, (2) ou a relação é maravilhosa?

Está difícil desse jeito…

Em tempo: se perguntam minha opinião, eu já digo que não sei em quem acreditar.

Twitter: https://twitter.com/lucianoayan

Facebook: https://www.facebook.com/ceticismopoliticosc/

Anúncios

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: