Anúncios

“Lado bom” do desgoverno é que esquerda também não sabe para onde vai

Pode parecer irônico dizer isso, mas o fato é que até quando as coisas não vão nada bem em termos de organização, é possível encontrar alguma oportunidade.

Para início de conversa, o governo está uma verdadeira bagunça. Vale assistir o vídeo de Leonardo Olivaria, que tem perfil reacionário, e não está nada feliz com os 18 dias iniciais do governo (o vídeo foi feito dois dias atrás):

Não vou concordar com tudo e tenho até objeções adicionais a fazer, mas o fato é que essa situação também está tornando difícil o reagrupamento da esquerda, que não sabe para onde vai.

A confusão desta semana ativada pelo vídeo de Olavo contra deputados do PSL que foram para a China deixaram um clima de “barata voa”, e já não se sabe se o governo adotará o tom liberal ou liberiano (dos tempos de Samuel Doe). No primeiro caso, negocia-se com todos os países, visando o melhor negócio. No segundo, o foco é arrumar tretas artificiais com países socialistas, com o objetivo de baixar o valor da própria nação e facilitar negócios (mesmo que ruins) com os Estados Unidos. Em suma, é o modelo usado por várias ditaduras africanas nos anos 80. (O que não significa que o Brasil tenha que virar uma ditadura, que fique bem claro)

Sendo assim, é possível que os militares, que são patriotas, fiquem bem enfezados com o rebaixamento do Brasil a uma mera colônia americana. Mas e como fica a esquerda nacionalista? O que ela vai criticar? Em suma, o cenário está uma bagunça.

Pelo visto, só teremos uma “cara” para a direita (e para a esquerda) em fevereiro. Até lá, é só treta e zoeira.

Twitter: https://twitter.com/lucianoayan

Facebook: https://www.facebook.com/ceticismopoliticosc/

Anúncios

5 comentários em “Lado bom” do desgoverno é que esquerda também não sabe para onde vai

  1. João Guilherme R S Maia // 20 de janeiro de 2019 às 2:29 pm // Responder

    Essa gente vai ter de entender que o governo do Bolsonaro não vai conseguir fazer milagres depois de mais de 20 anos de desgovernos, primeiro com o comunista Fernando Henrique Cardoso, depois com o outro comunista Lula e depois com a comunista Dilma. Eles estiveram mais de vinte anos no poder não fizeram nada para o desenvolvimento do Brasil, o Brasil continuou como a conhecida República de Bananas, como definiu um ex-presidente dos Estados Unidos. Houve sim alguns desencontro entre os ministros de Bolsonaro, mas nada que venha atrapalhar o seu governo, inclusive já está tudo entendido. O Governo do Bolsonaro pode tirar o Brasil dessa miséria que os governos do PT colocaram, que mesmo assim os esquerdopatas irão condená-los. Por isso, com certeza o governo de Bolsonaro vai ignorar os esquerdopatas e a imprensa comprada e vai fazer o que prometeu na sua campanha e os resultados já está aparecendo, é só ver os índices econômicos e isso também está deixando os esquerdopatas sem dormirem. Eles vão ter de aceitar que acabou a política para eles, nós iremos ter oito anos de Bolsonaro e depois mais oito ano de Sérgio Moro. Por isso, eles vão ter de se conformar, não tem outra saída para eles.

    • De acordo! Está na hora do cidadão de bem ter RESPEITO pelo nosso Presidente Jair Bolsonaro que se dispôs a resgatar no Brasil os valores morais, tradicionais e católicos que foram completamente destruído pelos anos de Comunismo.
      Se for preciso uma ditadura para resgatar a moralidade que se perdeu no Brasil, nós apoiaremos. Votei nos Bolsonaros e no Major Olimpio para isso.

  2. Se não tem que fazer negócios com Cuba, Corea do Norte e Venezuela, e não tem mesmo, é evidente que não deveria fazer negócios com a China.. cumpram-se os contratos existentes e permitam que somente os particulares façam negócios… os órgãos públicos não!

  3. Se bem que, mesmo destrambelhada, a direita conseguiu vencer as eleições. Depende muito da situação do oponente, acho. Desorganização não é impeditivo. Bom artigo.

Deixe uma resposta para André Cancelar resposta

%d blogueiros gostam disto: