Anúncios

Ataquem o Andreazza, mas poupem o Nando Moura

Eu tenho avisado que muita gente da direita está se especializando num duplo padrão que nem mesmo a extrema esquerda alcançou. Mas muitos achavam que era exagero.

Vimos, dias atrás, a tentativa de assassinato de reputações lançada contra Carlos Andreazza. A narrativa dizia que ele “errava nas análises”. Mas, tal como faziam os petistas, era tudo narrativa. (Como sempre, existem pessoas sinceras na divulgação da “zoeira”, mas estas são levadas a seguir a manada)

Eu avisei que a indignação gerada pelos influencers era artificial. Disse que não tinha nada de “validação de erros” (ou seja, definir que “erros” são suficientes para discriminar um jornalista). Disse que o duplo padrão ficaria evidente muito rapidamente.

Também afirmei que a narrativa dizendo “(a) é arrogante” era apenas desculpa esfarrapada para alegações falsas. Até alguns liberais caíram na onda da “indignação contra Andreazza”. Para se sentirem bem, alguns disseram que “era só zoeira”. Sei, sei…

Mas nada como um dia após o outro, não é mesmo?

Agora, Nando Moura virou piada na Internet por ter dito, num vídeo, que “Stalin ganhou duas vezes o prêmio Nobel” (quando não ganhou nenhuma vez, sendo indicado apenas uma):

Será que vão pegar no pé dele na mesma proporção em que pegaram no pé do Andreazza? Bem, eu sei que os esquerdistas já estão fazendo a maior festa em cima disso. Mas e a direita?

Hoje grande parte da direita assiste o autoritarismo neocon, diante da falta de ação dos liberais e conservadores (seus principais alvos). É por isso que dependemos de pessoas da esquerda moderada, como Henry Bugalho, que não tem medo de expor Nando Moura. Aliás, nesta semana Bugalho mostrou outro erro bizarro (do “non sektor”). Assista:

Em suma, esta é a situação da direita, salvo raras exceções.

É uma direita composta de escravos da liderança neocon. Aqueles que querem ser livres para pensar são perseguidos. Se alguém como Nando Moura, que é da base de apoio dos autoritários, comete erro, quase todo mundo passa o pano (dentro da direita). Alguém muito mais moderado, como Andreazza, é perseguido, principalmente por ter se recusado a baixar a cabeça.

No futuro, quando sairmos do transe, teremos vergonha disso que aconteceu com a direita. Em termos de duplo padrão, os petistas comem poeira.

A regra parece ser: “ataquem o Andreazza, mas poupem o Nando Moura”. Hoje o importante não é o que é falado, mas apenas “quem” fala.

Twitter: https://twitter.com/lucianoayan

Facebook: https://www.facebook.com/ceticismopoliticosc/

Anúncios

8 comentários em Ataquem o Andreazza, mas poupem o Nando Moura

  1. Campanhas de Desqualificação contra qh
    Qualquer jornalista são totalmente legítimas.

    Afinal, Jornalistas sabem muito bem fazer o mesmo ataque em bando contra qualquer um sob o manto de isenção

  2. Conservador Direita // 7 de fevereiro de 2019 às 3:10 pm // Responder

    Luciano, parabéns pelo artigo. No entanto, o Andreazza tem que baixar o tom agressivo de suas análises. Ele afrontou o Onyx de forma rasteira, a ponto de dizer que ele não sabia fazer articulação política. Ora… a resposta está aí e não ouvi ou li do Andreazza qualquer resposta a não ser suas defesas soberbas. Eu continuo seguindo o analista, mas eu entendo ele ser alvo do calor das redes sociais.

  3. Que bizarro, você reclama da direita não se manifestar em relação ao erro EVIDENTE e GROSSEIRO do Nando Moura, quando na verdade também não vi manifestação da esquerda – e sua, principalmente – frente as análises erradas feitas pelo Andreazza;

    Apenas pra contrabalancear, por mais inútil que seja.

    Uma desinformação nítida tal como a propagada pelo anão de SP, não pode se comparar com repetidas análises parciais, enquanto se paga de isentão;

    Péssimo artigo;

  4. Cabe um

    “Ataquem nando Moura, mas poupem Andreazza.”

    Ao tentar ler na direita um duplo padrão, você se orienta através de um espelho e fala sobre o reflexo que vê.

    • São os fatos. Em vários casos na direita, hoje, as pessoas não buscam o que é “certo” ou “errado”, mas aquilo que as milícias virtuais dizem que é “certo” ou “errado”.

  5. O Andreazza está sendo tratado pela reportagem como um coitadinho. Ele errou varias vezes nas análises feita contra o Bolsonaro. Está apenas colhendo o que plantou. Ele fica no meio dos esquerdistas e não fala o que pensa. Teve um programa que falavam mal do Professor Olavo de Carvalho e ele deixou o esquerdista maconheiro do Joel difamar o professor. O problema dele que ele não é atuante. Fica em cima do muro. Acorda Andreazza, o brasil mudou e vc não percebeu. Estamos na Nova política. E suas análises são da Velha política. Erros de Andreazza: Bolsonaro não iria ganhar; o Ministro Onixis não sabe articular; etc, etc. Seja humilde e peça desculpa. Reconheça o erro. Boa sorte. A direita tem que ser unida. Acorda gente. Se o governo Bolsonaro não dá certo, teremos mais 30 anos de ESQUERDA. Direita Unida.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: