Como fica a quebra de promessa quanto à TV Brasil?

Um novo fenômeno da direita é a manutenção de duplo padrão em absolutamente todas as questões a todo momento, principalmente por parte de milícias virtuais. Em suma, não há critério algum para julgar certo ou errado na maior parte das vezes.

Por exemplo, na semana passada, Mourão foi acusado de “quebrar” duas promessas de campanha: aborto e Embaixada Brasileira em Jerusalém. No primeiro caso, ele deu apenas opinião pessoal. Logo, não configura quebra de promessa de campanha. No segundo caso, apenas comunicou que a decisão não havia sido tomada (e era um fato, pois Jair sequer emitiu qualquer decreto sobre a embaixada).

Estava claro que era histeria artificial para desestabilizar o governo.

Mas eis que vemos, agora, uma verdadeira quebra de promessa de campanha.

Segundo o Antagonista, Jair Bolsonaro pediu aos ministros para receberem equipe da TV Brasil em seus gabinetes para prestarem depoimentos de “boas-vindas” a uma nova era da emissora pública.

“Informamos que o Governo Federal irá inaugurar uma nova TV pública com um objetivo mais voltado para o cidadão. A nova TV do governo terá uma programação toda nova e totalmente voltada para o povo brasileiro”, diz o comunicado do presidente.

Mas espere aí: a promessa de campanha era outra.

Em outubro, ele disse, confirmando, logo após eleito: “Inclusive nós não queremos a nossa propaganda em nossa TV oficial. A ideia nossa é privatizar ou extinguir. Não podemos gastar mais de 1 bilhão por ano com uma empresa que tem traço de audiência. Nós preferimos confiar na mídia tradicional quando o governo quiser fazer os seus anúncios que tem que fazer. Há certos programas que só podemos atingir com o apoio da grande mídia”.

Agora é só monitorar a reação dos neocons em relação à “proteção das promessas de campanha”.

Twitter: https://twitter.com/lucianoayan

Facebook: https://www.facebook.com/ceticismopoliticosc/

4 comentários em Como fica a quebra de promessa quanto à TV Brasil?

  1. O que esse nazista imbecil quer é ter o controle da mente fraca dos idiotas úteis. Com a nova programação ele quer disseminar o falso patriotismo, disseminar o ódio ao diferente e a perseguição à imigrantes ilegais e homossexuais, tudo aquilo que se espera de um governo neonazista. Luciano Ayan, publique meu comentário, não quero ser censurado. Não se iguale aos neonazistas seguidores do bozolini.

  2. Olavo de Carvalho usa fralda geriátrica // 11 de fevereiro de 2019 às 2:48 pm // Responder

    O Fascismo sempre irá precisar do meio de comunicação para conseguir ter o controle sobre os idiotas úteis. Com um tv estatal nas mãos, o bozonazista irá promover ainda mais estrago cerebral na mente do cidadão de bem(bobão) com teorias da conspiração do velhaco geriátrico e retardado mental Olavo de Carvalho e disseminar o ódio às minorias.

  3. Quem orientou o Bolsonaro a criar propagandas a favor do “patriotismo” e da defesa dos “valores cristãos” foi aquele velho que usa fralda geriátrica e posa de filósofo o astrólogo senil Olavo de Carvalho. Aquele débil mental sempre disse nos vídeos que um governo de direita precisa promover propaganda anticomunista para “defender o país do comunismo”. Ou seja, o velho decrépito e incontinente quis dizer que um ditador para manter a manada obediente precisa estar sempre disseminando o medo ao comunismo, e à teorias conspiratórias.

  4. Olavo de Carvalho é um velhaco senil e idiota // 11 de fevereiro de 2019 às 10:13 pm // Responder

    Bolsonaro é o típico ditador fascista, ele quer usar os meios de comunicação para domar o povo e mantê-lo obediente. O bolsa de cocô já afirmou diversas vezes que odeia pessoas com senso crítico, que odeia pessoas que criticam as coisas. Ou seja, o nosso presidente fascista e boçal não suporta ver uma pessoa se indignando com as atrocidades que ocorrem no mundo, ele não suporta pessoas com senso crítico, ele quer pessoas idiotizadas e completamente alienadas e sem compaixão e empatia pelo próximo. Age feito um ditador fascista mas não quer ser chamado como tal. É assim que as ditaduras começam, com o cerceamento da oposição e claro, com a intimidação feita pelos militantes das milícias paramilitares. Ninguém ainda percebeu que o MBL é como se fossem os camisas negras do Bolsonazi? Eles não suportam a idéia de ter uma oposição, querem calar todos os que não concordam com o bozo e seu autoritarismo.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: