Olímpio está fulo com Onyx. Quem vence?

Teve gente que ficou chateada com o post que fiz agora há pouco, dizendo que Jair Bolsonaro escolheu a gestão por conflitos (e não gestão “de” conflitos) como forma de administração, e tem responsabilidade por isso.

Eis que lemos, agora, no Estadão, mais uma evidência disso.

De acordo com o Estadão, o senador Major Olímpio está fulo com o fato de que as relações com o MDB foram implodidas durante a eleição para presidência do Senado. Não poderia ser de outra forma, principalmente pelo uso do “tudo ou nada”.

Agora, Olímpio diz que Onyx Lorenzoni não agiu em nome de Jair Bolsonaro. Ele disse que Onyx “nunca deveria ter interferido” na eleição e muito menos se posicionado a favor de Alcolumbre.

“Onyx é interlocutor político do governo, mas não é o governo. Foi impróprio o que ele fez. Agora, vamos curar as feridas. Nós precisamos do MDB, assim como do PP de Esperidião Amin, por exemplo”, comentou Olímpio.

Olímpio lembra que uma proposta de emenda à Constituição, como a reforma da Previdência, precisa do apoio de 49 senadores, Major Olímpio fez mais uma crítica a Onyx. “Davi Alcolumbre foi eleito com 42 votos e o governo precisa de 49 para aprovar uma PEC. Não necessariamente esse resultado vai se refletir nas votações, mas é um indicativo”.

 “Se o grupo do ministro estava ali na eleição representando o governo, quer dizer que todos os outros candidatos eram contra o governo? E eu era o quê? Não existe ninguém mais governo do que eu”, afirmou o senador.

Onyx desconversou.

Mas o que importa é que isso é mais uma evidência de que o esquemão de gestão de Jair Bolsonro está bem claro. É dizer: “briguem entre vocês”. E daí se dá bem quem sobrar vivo.

Twitter: https://twitter.com/lucianoayan

Facebook: https://www.facebook.com/ceticismopoliticosc/

3 comentários em Olímpio está fulo com Onyx. Quem vence?

  1. Maria Emilia Xavier da Silveira // 12 de fevereiro de 2019 às 5:13 pm // Responder

    Considerando que o Estadão está bem mais pra Esquerdão ultimamente (pra tristeza de quem conheceu um jornal que já foi o orgulho dos paulistas), vocês estão dando muito crédito a quem não mais merece pra embasar suas críticas.

  2. Vou ser sincero: estou preocupado com esse governo. Sim, eu votei no Bolsonaro.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: