Anúncios

Bebianno ainda não foi para a Sibéria. Por que?

O “Diário Oficial da União” (DOU) desta segunda-feira (18) não contempla a exoneração do ministro da Secretaria Geral da Presidência da República, Gustavo Bebianno, que tem sido alvo das milícias virtuais desde que Carlos Bolsonaro vazou um áudio com o presidente Jair.

Bebianno tem sido acusado de ter liberado R$ 400 mil de dinheiro público, do fundo partidário do PSL para uma suposta candidata “laranja” de Pernambuco, que concorreu a uma vaga de deputada federal e recebeu 274 votos.

Na sexta-feira, circularam informações de que Jair assinou a demissão de Bebianno, após calorosa reunião.

A situação criada é ridícula em todos os aspectos, pois Bebianno ainda nem é investigado, além de acusações de uso de laranjas já pairarem sobre outro ministro e até seu filho Flavio. Logo, a desculpa de “culpa em laranjal” é pífia.

Fica claro que toda a treta tem a ver com disputa por poder internamente, ou seja, a direita que chegou ao poder está se matando por cargos, verbas e espaço.  

Há mais um detalhe. Segundo o Valor Econômico, além de não mostrar o afastamento do ministro, o DOU traz atos assinados pelo próprio Bebianno. Por exemplo, ele aparece definindo a competência para atuação na Secretaria de Administração da Presidência da República.

Detalhe: eu não sei se o Bebianno é culpado, e nem sei se o Flavio é culpado. As investigações estão aí em diferentes questões sobre laranjais. Mas o fato é que milícias virtuais já fizeram o julgamento dentro da direita dizendo:

“este é culpado”
“este é inocente”
“este é herói”
“este é vilão”

Ridículo e vergonhoso.

O discurso das milícias virtuais era bem simples: “Carlos é herói – salvou mandato do pai – se não fizesse, haveria impeachment  – seu vazamento de áudio foi belo e moral – Carlos fez ‘jogada de mestre’ – Carlos está do lado da verdade – Carlos é o mocinho – Carlos é a família e isso é o que importa e nada mais – Bebianno é o bandido – é comparsa da Globo – queria destruir mandato do pai – Carlos só tinha a opção de vazar o áudio – Bebianno está do lado da mentira – Bebianno ter vazado áudios depois é feio e imoral – chola mais, Bebianno”.

A questão é: Bebianno vai ou não vai para a Sibéria? Se ele já foi condenado pelo Tribunal Online das milícias virtuais, por que sua exoneração já não foi publicada no Diário Oficial?

Ei, turma das milícias virtuais, cadê as narrativas? Se disserem que “não deu tempo de sair no Diário Oficial”, isso não cola pois a demissão já estava assinada na sexta.

Detalhe: pode até ser que, por pressão, Bebianno seja exonerado amanhã, mas mesmo se isso acontecer o atraso de um dia não se justifica, pois tudo já estava pronto na sexta. A própria postergação vai lançar suspeitas.

Cadê a coragem, Capitão? Ou tem caroço nesse angu aí?

Anúncios

3 comentários em Bebianno ainda não foi para a Sibéria. Por que?

  1. Acho que a Treta real é que Bebiano disse ter falando com o presidente 3 vezes sem ter falado… disse que foi por mensagens de whatsapp. Se ele está dizendo a verdade porque não mostra os prints da tela?? Mostra apenas as datas e horas da conversa, não precisa mostrar o conteúdo já que ele foi chamado literalmente de mentiroso, o mínimo que deveria fazer era provar o contrário. Mas enfim, a questão principal aí é modus operandi… Bebiano não está sendo investigado (ainda), mas na ocasião da treta ele disse que conversou com o presidente sem ter conversado. Acredito que o Bolsonaro não tenha gostado dessa atitude pois não é o modo como ele faz as coisas então deu no que deu…

  2. Esse pessoal das milícias virtuais não tem senso do ridículo. Passaram os últimos dias argumentando que o motivo da demissão não era o laranjal, mas o fato de o ministro ter recebido um representante da Globo. Mas aí a gente vê uma notícia dessas que contradiz a narrativa:

    “Na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro acusou Gustavo Bebianno de colocar “nossos inimigos dentro de casa” ao agendar audiência com Paulo Tonet Camargo, vice-presidente de Relações Institucionais do Grupo Globo.

    Bolsonaro mandou Bebianno cancelar a reunião oficial. Provavelmente, o presidente não viu que os ministros Augusto Heleno e Santos Cruz receberam o “inimigo” no Palácio do Planalto – como constam de suas agendas.”

    https://www.oantagonista.com/brasil/heleno-e-santos-cruz-tambem-receberam-diretor-da-globo/

    Mas a criatividade dos minions não tem limites. E eles fazem distinções de emergência, como essas que eu peguei da seção de comentários do site O Antagonista:

    “Só um detalhe: Heleno e Santos Cruz não são traíras. O que esperar de Bebiano com relações duvidosas com Lauro Jardim e parte da imprensa vermelha?”

    “A diferença é que eles tinham autorização e o Bebianno não, eles também não são vazadores.”

    “Acho eu que foi o próprio Bolsonaro que pediu ao Augusto Heleno e Santos Cruz receberem o cara da Globo. Bebianno não tinha porquê!”

    “Os Generais podem receber quem quiserem pois são leais. Já o Bebiano, o Vazador Geral da República (para Globo, Folha e Antagonista) não dá né!? Não somos idiotas.”

    Claro, não há nenhuma evidência que apoie tais afirmações dos minions! E elas não batem com os elogios de Bolsonaro à conduta de Bebianno.

  3. Uma campanha multimilionária como a do Bolsonaro certamente tem muitas e muitas falcatruas que o Bebiano conhece, não é ? Segue uma análise mais simples, mais realista: https://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/13366/por-que-a-equotgrande-imprensaequot-esta-com-a-faca-nos-dentes-contra-carlos-bolsonaro-no-caso-da-divulgacao-do-audio

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: