Anúncios

Você tem certeza que Bolsonaro “precisa aprovar a reforma”?

Tenho visto muitos liberais e conservadores reafirmarem que “Jair Bolsonaro precisa aprovar a reforma”.

Sinto muito lembrar que estou dizendo há mais de um mês – de acordo com os sinais observados – que esta é a última prioridade de Jair.

Pela teoria do seletorado, um líder é composto de chaves. Juntos, eles dão o tom do governo.

Uma vez que o setor autocrático e populista esteja dando as cartas – principalmente após o frisson da viagem aos Estados Unidos,
mais nas bolhas do que na realidade – estão convencidos de que podem converter o Brasil numa Hungria ou Venezuela (que é o que acontece em autocracias em países pobres). Nesse sentido, precisam de reforma para quê?

É claro que liberais vão se sentir mal com isso, pois se sentirão usados. Mas é só observar os comportamentos envolvendo a reforma, de acordo com as chaves de poder e os políticos e influenciadores relacionados. Aliás, parece que somente agora algumas pessoas estão acordando.

Seja lá como for, afirmar que “Bolsonaro precisa aprovar a reforma” é tratar um país como se fosse uma empresa que, se for mal, complica a vida dos sócios. Ao contrário: crises e quedas de receita são utilizadas como oportunidades por líderes mais arrojados que queiram reduzir o tamanho da base, ou seja, limitar a democracia.

Um pouco sobre os cinco estágios do luto (embora o vídeo tenha final feliz, pois é feito para agradar o público das empresas):

Não digo que a reforma não vá acontecer. Pode até ser que aconteça. Mas, nesse sentido, isso significará que as chaves democráticas terão vencido as chaves autocráticas. Ler mais sobre isso aqui.

Twitter: https://twitter.com/lucianoayan

Facebook: https://www.facebook.com/ceticismopoliticosc/

Anúncios

12 comentários em Você tem certeza que Bolsonaro “precisa aprovar a reforma”?

  1. Adorador de imbecis. // 22 de março de 2019 às 11:58 pm // Responder

    Dá pra vc colocar o link do seu líder (Reinaldo Azevedo); pelo menos aquele “que eu adoro mais do que vc”, é mais “intenso” (dicionário de abril de 1964).

  2. A viagem aos Estados Unidos nem sequer pode ser chamada de “para inglês ver”. Foi para os puxa sacos verem e ficarem deslumbrados, acreditando que foi um fato muito importante quando na verdade foi indiferente.
    Que vantagem RELEVANTE ao Brasil essa conversa com o Trump trouxe? Quem, aliás, pagou por ela? Quem pagou por ela não será nada beneficiado. O único beneficiado é esse setor populista do governo que está rindo do deslumbre fácil que consegue de seus eleitores.
    Sobre a reforma, quem está preocupado com a imagem do Bolsonaro são seus eleitores somente. “Ele precisa aprovar a reforma”, ah vá! Ele está pouco se lixando para a reforma. Não fará diferença para ele. Ele já está no poder. Já pode fazer o que quiser com o país. E como dito no texto, até seria vantajoso ao Bolsonaro se o país quebrasse. A Venezuela está quebrada há anos e o presidente não sai do poder pelo teatro democrático.
    Eleitores do Bolsonaro não são adultos, são crianças deslumbradas.

    • Sites especializados em turismo parecem que notaram crescimento na procura pelo Brasil.
      Se realmente entrar alguns bilhões a mais no Turismo, otimo.

      • Incrível como bolsonarista tira leite de pedra pra tentar fingir que o governo Bolsonaro é benéfico.
        BILHÕES no turismo??
        BILHÕES??
        Que sites confiáveis e respeitados são esses que indicam que em UMA SEMANA fomos potencializados a ter BILHÕES entrando pelo turismo?
        O Bolsonaro fez um desfavor ao turismo no Brasil publicando um vídeo escatológico no twitter oficial da Presidência da República, isso não foi nem sequer amadorismo, foi burrice extrema mesmo. O vídeo teve repercussão internacional e com isso nossa imagem foi denegrida. Carnaval é uma festa típica do Brasil que mais atrai turistas de fora, e o Bolsonaro queima isso para fazer uma ceninha junto aos seus seguidores que adoram motivos para enojar-se do Brasil.
        Aí logo após esse tiro no pé, vai encontrar-se com o Trump e libera geral o visto para entrada aqui – como se não houvessem criminosos como homicidas, traficantes e estupradores dessas nacionalidades para as quais o Bolsonaro escancarou nossas portas. Sem receber sequer uma portinha aberta em troca, é claro.
        E então vem o bolsonarista dizer que estão entrando BILHÕES no turismo em uma semana…

        É até perigoso haverem eleitores do Bolsonaro nesse nível, que se recusam mesmo a ver falhas do governo e maqueiam a situação para parecer favorável, atuando como uma assessoria do governo. Isso é ser aliado do governo e não dos cidadãos.

      • Precisamos ficar espertos com bolsonaristas como esse DavidGC e tantos outros, pois se o governo começar a ter medidas autoritárias ou até tirânicas, esses serão os que estarão aplaudindo.

      • Acima um iludido que acredita que nos Estados Unidos não existem estupradores, psicopatas, homicidas e outros tipos de bandidos.

  3. Eu particularmente não acho que Bolsonaro “precisa” aprovar a reforma da previdência. Mas acredito que a dificuldade nesse trâmite, que é de interesse da sociedade esclarecida, é um sintoma importante da incapacidade de Bolsonaro manter a legitimidade do poder em ambiente democrático. Se a democracia permanece, ele democraticamente vai ser impichado, como foi Dilma Roussef. Poderia ele manter o poder por vias não democráticas? Duvido muito que o exército se aventuraria a bancá-lo. Ele tem sido um queima-filme total. Moro que o diga. Está totalmente humilhado e arrependido de ter largado seu posto na lava jato na hora errada. Talvez ele próprio seja mais inepto do que parecia. Ou ganancioso demais. As forças armadas ainda são a instituição mais respeitada no país. Não vão querer perder esse capital, se existem vias constitucionais pra empossar Mourão, que, esse sim, tá saindo melhor que a encomenda. Acredito que esse sim, seria capaz de diálogo e articulação, seria capaz de encaminhar as reformas e dar um rumo para a economia do país e, consequentemente, manter sua legitimidade e sua autoridade. Particularmente, torço por ele. Bolsonaro e família, Olavo e olavetes, Damares e Eugênios e Vélezes da vida envergonham a direita. A direita vai derrubá-los, se Deus quiser.

    • Moro deu um tiro no pé aceitando esse cargo pois agora não poderá mais ser juiz sem prestar concurso público, ou seja, abriu mão de uma grande garantia que tinha, prestigiada, para ocupar um ministério em um governo que começou muito mal e a tendência é só piorar.
      É uma palhaçada termos filhos do presidente fazendo tanta cena, com tamanho alcance, sendo que só ATRAPALHAM o governo. Se ainda estivessem brincando de Família Real mas fazendo um bom trabalho, ok. Mas não estão. Só envergonham e atrapalham. Nunca filhos de presidentes tiveram esse papel no governo, que se revela a cada dia mais um papelão.

  4. Parece que começou a se empenhar mais para a reforma. Esperamos que sim. Não quero viver na Grecia Latina 2030.

  5. Pobre Luciano, mal sabe que se esse governo não ir bem e não aprovar esse tipo de reforma, quem será o sucessor não é o Amoeba e sim o Ciro Gomes e sua impressora.
    E o motivo disso é óbvio, os petistas já associaram o Bolsonaro ao liberalismo e EUA.
    Que belo estrategista, atacando uma das últimas esperanças do liberalismo no futuro. Está enfiando o pé na jaca igual ao Olavo de Carvalho.
    Deve ser uma espécie de direitista que acha que comunistas brasileiros apoiavam o PT porque acreditavam que o PT era comunista e não uma esperança.

    • Pobre de você que acredita que basta “torcer” para o governo ir bem.
      O paternalismo dos bolsonaristas é TAMANHO que vocês acreditam que se o governo ir mal não é culpa da má administração e sim de quem está, teoricamente, “torcendo contra”.
      Ninguém está torcendo contra. O que você leu aqui é uma análise, não uma torcida.

      Ou devemos acabar com as análises e assim automaticamente o governo irá bem?

Deixe uma resposta para DavidGC Cancelar resposta

%d blogueiros gostam disto: