Anúncios

Milícias virtuais mentiram sobre Santos Cruz

Conforme o Antagonista, o general Santos Cruz – após o linchamento virtual sofrido pelas milícias virtuais de sempre – foi reclamar com Jair Bolsonaro.

“O ministro teria argumentado que não se tratava de um ato espontâneo, e sim de uma ação coordenada, com a participação dos filhos do presidente, o chefe da Secretaria de Comunicação, Fábio Wajngarten, e assessores ligados ao ideólogo de direita, Olavo de Carvalho”, disse O Globo.

É evidente que nada tem de espontâneo nisso aí. Para início de conversa, o papo de Santos Cruz com Vera Magalhães ocorreu há um mês. Sendo assim, por que as milícias virtuais descobriram só agora?

Mas tem mais. Leia a transcrição da conversa do General com Vera Magalhães:

Em nenhum momento, a fala de Santos Cruz dá a impressão de que ele queria algum tipo de “regulação das redes”. Basicamente, pode muito bem ser interpretada como a requisição por coisas óbvias, como, por exemplo, que se evite o anonimato, que seria apenas aplicar a Constituição.

De qualquer forma, não há uma nesga de “requisição por censura” nas palavras acima. Como era de se prever, mais uma vez temos exemplos do quão baixo as pessoas chegam por cargos e verbas.

Esse núcleo da direita autocrática que se baseou em milícias virtuais para avançar sua agenda é uma das coisas mais repugnantes da história política nacional.  Aqui você pode ler uma analise do perfil padrão de boa parte dessa gente.

Twitter: https://twitter.com/lucianoayan

Facebook: https://www.facebook.com/ceticismopoliticosc/

Anúncios

1 comentário em Milícias virtuais mentiram sobre Santos Cruz

  1. Alvandir Pinto Agertt // 13 de maio de 2019 às 8:12 pm // Responder

    ISSO É SINTOMA DE UM POVINHO SUBDESENVOLVIDO.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: