Anúncios
Home Blog Page 2

Mendonça Filho irá trair o governo ao implementar a nova BNCC para oficializar doutrinação pelo Brasil?

0

Não há como não fazer essa pergunta tão pertinente nesse momento.

O vereador Filipe Barros, de Londrina, lembrou que a nova BNCC “é a doutrinação oficial do Governo para todo mundo. É a carta na manga que eles tem contra o Escola Sem Partido e pra implementar em todas as escolas o ensino da ideologia de gênero“.

As informações dão conta de que isso seria iniciativa do Ministro da Educação José Bezerra Mendonça Filho.

Com a nova BNCC, todas as batalhas contra a Ideologia de Gênero e a doutrinação marxista nas escolas terão sido em vão, pois esses conteúdos serão inseridos goela abaixo via revisão da BNCC.

“Querem aprovar isso [a nova BNCC] através de um projeto de resolução do MEC. O projeto de resolução é pra tratar de questões internas, não serve pra isso. Obviamente que a decisão tem que ser do Congresso Nacional e não de uma canetada do ministro”, esclarece Filipe Barros.

A mudança da BNCC é de prerrogativa do Congresso Nacional. Se ele decidir queimar etapas, será preciso que explique os motivos para tanto atropelo.

É importante lembrar que os doutrinadores querem utilizar suas horas/aula para militar a favor dos projetos de extrema esquerda (ou seja, contra o governo que o colocou como ministro). Com isso, teríamos uma traição de Mendonça Filho ao governo atual em favor dos doutrinadores da extrema esquerda.

É preciso que Mendonça Filho se pronuncie.

Anúncios

Encenação de virtude de Taís Araújo se complica após foto mostrando sua comitiva

58

O povo brasileiro segue revoltado com a arrogância da artista Taís Araújo, que tripudiou sobre o povo ao fingir ser vítima de um tipo de racismo que afeta geralmente as pessoas da periferia, e não uma elite de artistas milionários.

Ela disse: “No Brasil, a cor do meu filho é o que faz que as pessoas mudem de calçada, segurem suas bolsas, blindem os seus carros”.

Isso motivou pessoas a buscarem as contradições em seu discurso. É o caso das fotos a seguir, que mostram a comitiva que segue a atriz pelas ruas.

Ela está longe daquele perfil que sofreria qualquer discriminação nas ruas. Ela não faz parte do povo, encene Taís o quanto quiser.

Veja:

Maduro é acusado de assassinar 8.299 venezuelanos. É para isso que serve o socialismo real.

0

Luisa Ortega Díaz foi procuradora-geral da Venezuela até agosto de 2017. Detalhe: ela foi chavista e ajudou a estabelecer a ditadura bolivariana de Hugo Chavez, que se especializou na ditadura radical de Nicolas Maduro.

Só que ela foi expurgada do jogo, acabou sendo destituída do cargo e precisou fugir da ditadura por temer pela própria vida.

Três meses depois de fugir, ela chegou ao Tribunal de Haia, onde fez uma grave denúncia contra o ditador Maduro.

Citando milhares de provas, Ortega Díaz contabilizou em 8.290 o total de assassinatos cometidos pelo socialismo de Maduro em apenas dois anos e meio. Foram 1.777 vítimas em 2015, outras 4.667 em 2016, e 1.846 apenas nos primeiro semestre de 2017.

Note que isso é quase 20 vezes mais do que as 434 mortes contabilizadas pela Comissão Nacional da Verdade, que levantou o total de brasileiros mortos pelo regime nos 21 anos de ditadura militar.

A procuradora ainda diz que Maduro cometeu 17 mil prisões arbitrárias, e centenas de casos de tortura. O ditador busca promover uma “limpeza social”, ela conclui.

Em suma, esse é o socialismo levado à risca. Ao prover poder totalitário do ditador que toma conta do Estado, a consequência óbvia é que ele utilize esse poder. O número de pessoas assassinadas por Maduro não surpreende.

FHC toma lição dura e merecida ao descobrir que 70% do povo não dá bola para o que ele diz

1

Somente 7,4% dos brasileiros afirmam que o apoio de FHC aumentaria sua chance de votar num determinado candidato ao Palácio do Planalto. Para 40%, as chances diminuiriam. É o que aponta um levantamento do instituto Paraná Pesquisas, conforme matéria do Poder 360.

Enquanto para 24,6% dos brasileiros as opiniões do ex-presidente “são importantes” para analisar o cenário atual, outros 69,7% as classificam como desimportantes.

Foram entrevistados 2.442 brasileiros em 162 municípios de todas as unidades da federação de 9 a 13 de novembro. O processo de votação foi online.

Nada mais justo que FHC se encontre nesta situação, uma vez que tem se esmerando em “jogar de todos os lados”, conforme a conveniência. O problema é que aqueles que tentam agradar a todos acabam tomando botinadas de tudo que é lado.

FHC chegou ao cúmulo de dizer que Dilma era “honrada” para tentar obter capital político dos dois lados na época do impeachment. Agora, se posiciona de maneira cada vez mais oportunista.

Quem ele apoiaria em 2018? Alckmin ou alguém do PSOL? Ou atuaria em prol da campanha de Lula? Não sabemos. O murismo doentio de FHC não tem como parar. E sua popularidade vai caindo cada vez mais.

Oportunistas merecem ir ladeira abaixo nas pesquisas.

Senador petista é acusado de pagar sexo com menor de idade a troco de lanche. Mídia em silêncio…

1

O senador suplente petista Wilmar Lacerda vai assumir seu mandato no lugar de Cristovam Buarque (PPS), que se licenciará por quatro meses para fazer pré-campanha.

De acordo com o site Metrópoles, a Ocorrência nº 8.355, de 2017, registrada em 17 de outubro na 31ª Delegacia de Polícia (Planaltina), traz o relato de uma adolescente de 17 anos que garante ter transado com o petista em troca de lanches.

A menor teria conhecido o político, chefe de gabinete do PT no DF, por meio de uma agenciadora identificada como Rebeca. Wilmar e a adolescente teriam se encontrado três vezes até ele convidá-la ao apartamento dele, ocasião em que aconteceu a primeira relação sexual entre os dois.

“A declarante manteve relação sexual com Wilmar Lacerda por cinco vezes, o qual nunca pagou em espécie, pois dizia que não tinha dinheiro, mas sempre pagava um lanche”, diz trecho do boletim de ocorrência.

Ainda segundo a jovem, o suplente se recusava usar camisinha nas relações: “Recorda que Wilmar não gostava de usar preservativo e dizia que não havia risco de a declarante engravidar, pois havia feito um procedimento de retirada de sêmen e guardado em uma clínica”.

Cínico como ele só, Wilmar disse ao Congresso em Foco que vivia um “relacionamento normal” com a garota, com a qual tinha “relação afetiva” desde o fim do ano passado.  Disse ainda que “o relacionamento não ocorria às escondidas ou por meio de pagamento de qualquer espécie” e que a relação com a jovem “não foi ilegal”, pois a mãe dela teria conhecimento dos encontros. Os “lanches” a que a garota se referiu em seu depoimento eram “refeições que fazíamos em locais públicos, como restaurantes e shopping”, prossegue o petista.

Bem, nem mesmo Cristovam Buarque comprou a conversa, e disse: “É uma acusação gravíssima, gravíssima, gravíssima”.

Enquanto isso, a mídia está evitando tocar nesse assunto. Que coisa, não é?

Ultimamente, pessoas podem mudar de calçada ao verem um artista da Globo na rua

6

A encenação de virtude da semana veio da atriz Taís Araújo, que despejou todo seu rancor contra a sociedade ao aventar a hipótese absurda de que seu filho sofreria discriminação ao andar na rua. Realize: ela é uma atriz milionária e, como tal, vive sob privilégios. Foi uma ofensa ao povo.

Sobre seu filho, ela disse que, por ser um menino negro, não poderia ter o direito de liberdade: “No Brasil, a cor do meu filho é o que faz que as pessoas mudem de calçada, segurem suas bolsas, blindem os seus carros”.

Detalhe adicional: os artistas milionários da Globo adoram andar de carros blindados.

Joaquin Teixeira disse, no Twitter:

Isso é bem justificado. Por exemplo, na Globo temos artistas como Fernanda Montenegro, que quer censurar pessoas que fazem boicote. Ou mesmo José de Abreu, conhecido por resolver discussões com base no cuspe. Até mesmo em mulher. E agora temos a encenação de virtude de Taís Araújo.

Isso é motivo para mudar de calçada, e não a cor de uma pessoa.

Deltan pede para o povo não desistir do Brasil, mas ele desistiu de denunciar escândalo da Globo

2

O procurador Deltan Dallagnol teve sua imagem arranhada há alguns meses por esquerdar demais no Twitter e, principalmente, por apoiar o PGR Rodrigo Janot, inclusive quando este firmou o acordo de total impunidade com Joesley.

Ele andava meio sumido e mostrou uma justa indignação hoje, após votação da Alerj para libertar Jorge Picciani:

Não desista do Brasil. Hoje os políticos mostraram do que são capazes. Não me refiro às provas consistentes da prática de corrupção por líderes políticos do Rio de Janeiro. Eu me refiro à conduta dos demais. Os deputados da Assembleia do Rio deveriam ser os primeiros a endossar a atuação da Justiça e apurar a responsabilidade de seus líderes, mas o comportamento foi o oposto. Isso tem que indignar Você. Nós não podemos nos anestesiar, mas sim dar vazão à nossa indignação, de modo pacífico e democrático, por meio da participação popular. Se Você não se envolver, eles ocuparão o seu espaço. Se hoje os políticos mostraram do que são capazes, em 2018 a sociedade brasileira precisa mostrar do que é capaz, nas urnas, agindo de modo organizado para eleger apenas políticos com ficha limpa, que expressem compromisso com a democracia e que apoiem propostas anticorrupção, com palavras, votos e atitudes. Há entidades respeitadas da sociedade civil trabalhando nesse sentido. Não esqueça do que aconteceu hoje e se una a elas em 2018, o ano que representa a grande chance brasileira contra a corrupção.

O que aconteceu no Rio de Janeiro hoje é uma amostra do que pode acontecer em Brasília e com a #LavaJato se em 2018 não virarmos o jogo contra a corrupção. Quando a punição bater na porta dos grandes líderes corruptos, eles perderão a vergonha de salvar a própria pele. A única solução é por meio da democracia e de uma política mais íntegra, e isso depende de Você. #AlerjVergonha #NãoÀImpunidade #LutoPeloBrasil

De novo, isso é tudo muito justo. A reclamação tem procedência.

Porém, Deltan ainda deve explicações para não ter demonstrado a mesma indignação nesta semana quando surgiram as notícias do escândalo de corrupção envolvendo o pagamento de propinas por parte da Globo para transmissão de jogos de futebol.

Indignação seletiva não dá, não é, Dallagnol?

Ora, se ele pede para o povo não desistir do Brasil, por que ele desistiu de denunciar o escândalo da Globo?

Ditador da Coreia do Norte condena Trump à morte mas não consegue aplicar pena

1

Nesta quarta (15), a Coreia do Norte declarou que o líder dos Estados Unidos, Donald Trump, foi condenado à morte no país por insultar o presidente Kim Jong-un.

“O pior crime pelo qual ele nunca pode ser perdoado foi ousar profanar a dignidade da suprema liderança”, disse o editorial do jornal estatal Rodong Sinmun.

“Ele deve saber que é apenas um criminoso hediondo condenado à morte pelo povo coreano”, apontou o jornal.

Eles estão pistola com um discurso de Donald Trump de 22 minutos na Assembleia Nacional de Seul no último dia 8.

A pergunta é: de que vale uma pena de morte que só pode ser declarada mas não aplicada? No fundo, como tudo que vem da ditadura da Coreia do Norte, temos um circo.

A encenação de virtude de Taís Araújo não merece mudança de calçada, mas de canal

8

A Internet está indignada – e com razão – diante da bizarra tentativa de virtue signalling (encenação de virtude) da atriz Taís Araújo.

Ela disse: “No Brasil, a cor do meu filho é a cor que faz com que as pessoas mudem de calçada, escondam suas bolsas e que blindem seus carros. A vida dele só não vai ser mais difícil do que a da minha filha”.

Para início de conversa, Taís Araújo pertence à classe dos artistas milionários que vivem blindando seus carros.

E detalhe: dificilmente o filho dela anda em calçadas. No máximo no gramado de condomínios de luxo.

Se o racismo é algo repugnante e segue presente pelo Brasil, o mesmo dificilmente é visto na vida da atriz, que vive como privilegiada. Todos abrem as portas para Taís Araújo e seu marido.

Luiz Marcondes escreve: “Filhos da Taís Araújo atravessam pro outro lado quando veem a mãe na rua pois não querem passar vergonha”.

A atitude de Taís é cínica e arrogante. É algo tão desrespeitoso às minorias que o justo é mudar de canal na hora em que ela aparecer a fim de nos livrarmos de tanto cinismo e demagogia.

Se Morgenstern chamar Playboy e Marie Claire no processo, pode complicar a vida de Caetano

3

Em relação ao processo lançado por Caetano Veloso contra Flávio Morgenstern – que levantou a hashtag #CaetanoPedofilo -, Álvaro Luis Gradim escreve:

O Flávio Morgenstern terá que denunciar à lide (chamar para ser réu junto com ele) a Paula Lavigne e a Editora Abril (Revista Playboy).

Ou Paula e Playboy desmentem a publicação do defloramento da Paula com 13 anos, ou a ação é improcedente.

Improcedente porque chamar pelo verdadeiro nome aquilo que o Caetano fez é LIBERDADE DE EXPRESSÃO, e ainda, porque o Flávio não fez nada que Paula e Playboy (por ação) e Caetano (por omissão) já não fizeram contra si mesmos antes.

A audiência de instrução (oitiva das partes) será a situação mais contrangedora da vida do casal que pensa estar acima da Constituição Federal.

Como dica adicional, ele poderia chamar a Marie Claire também, pois ali a Paula Lavigne chegou a dizer que “era uma criança” na época.

Anúncios
Anúncios
%d blogueiros gostam disto: